Plano de Negócios: Como fazer Exemplos Modelos Prontos

Tempo de leitura estimado: 10 minutos

Um plano de negócios claro é essencial para todas as start-ups. Isso ajudará a focar sua mente e a adicionar uma estrutura às suas idéias. Escrever um plano de negócios não é um processo difícil, mas levará tempo e determinação. Lembre-se de que, quanto mais pensamento for colocado nos seus negócios agora, maior será a chance de sucesso quando o negócio for lançado.

Veja os títulos do plano de negócios e o tipo de perguntas que você precisará responder abaixo…


Sobre você

Juntamente com os detalhes gerais de contato, você deve descrever seu histórico e por que sua ideia de negócio é ideal para você. Faça uma breve descrição de seus antecedentes pessoais e comerciais, detalhando as áreas relevantes para esse negócio.

  • Por que você quer administrar seu próprio negócio?
  • Que formação, qualificações e experiência profissional anterior você tem?
  • Que conhecimento e experiência no setor você tem?
  • Que outras informações pessoais podem ser relevantes para este negócio? ( Isso pode incluir histórico familiar neste setor, conexão existente com fornecedores ou clientes, relacionamento estabelecido com mentores etc.)

Sobre o negócio

Juntamente com os detalhes gerais da empresa, você deve resumir sucintamente do que se trata a empresa: como ela funcionará, qual produto ou serviço será vendido e qual será a visão para o futuro da empresa.

  • O que você vai fazer e como vai fazer (o tom do seu elevador)?
  • Qual é a missão comercial (o principal objetivo do negócio)? Você pode ler mais sobre como criar declarações de missão  aqui . 
  • Qual é a visão do negócio (onde o negócio estará em um, três e cinco anos – incluindo projeções financeiras)? Tente fazer com que os objetivos da empresa sejam SMART – específicos, mensuráveis, realizáveis, realistas e com prazo determinado.
  • O que diferencia esse negócio da concorrência? Você pode ler mais sobre como criar uma USP aqui . O produto / serviço da empresa é mais barato? O produto / serviço da empresa é de melhor qualidade? A empresa está preenchendo um buraco no mercado?
  • Como a empresa será composta por funcionários?
  • Como o negócio será financiado?

Sobre o (s) produto (s) ou serviço (s)

  • Que produto (s) ou serviço (s) a empresa vai vender? Detalhe se você prevê produtos ou serviços adicionais oferecidos no futuro.
  • Como o produto será produzido ou como o serviço será realizado? Inclua quais equipamentos, ferramentas, propriedade intelectual ou outros ativos serão necessários para produzir ou entregar seu produto / serviço.
  • Quanto custa o (s) produto (s) ou serviço (s) para produzir / entregar?
  • Por quanto os produtos ou serviços serão vendidos aos clientes? Qual é a sua estratégia de preços?
  • Como o (s) produto (s) ou serviço (s) serão vendidos ao cliente? Qual é a sua estratégia de marketing? Explique se você terá uma loja para vender mercadorias, visite você mesmo os clientes, faça pedidos on-line etc.
  • Existem requisitos legais necessários para iniciar este negócio? As licenças legais potenciais de que uma empresa pode precisar incluem: Regulamento de Saúde e Segurança; Higiene e Segurança Alimentar; Propriedade Intelectual, Direitos Autorais, Patentes; Vendas Online e à Distância; Proteção de dados
  • Existem requisitos de seguro necessários para iniciar este negócio? Os requisitos potenciais de seguro podem incluir: Responsabilidade Pública, Indenização Profissional, Responsabilidade do Empregador, Disputa de Contrato, Proteção de Renda, Doença Crítica, Cobertura de Vida, Seguro Automóvel, Escritório ou Seguro Residencial. 
  • Qual é o potencial de crescimento do (s) produto (s) ou serviço (s)?

 


O mercado

  • Detalhe os clientes da sua empresa, a demanda deles pelo produto / serviço e como você os alcançará. Você pode ler mais sobre como medir o mercado para sua ideia de negócio.
  • Quem são os clientes típicos da empresa e onde eles estão localizados? Os clientes serão indivíduos, empresas ou ambos? Descreva o perfil e sua compreensão dos clientes esperados (idade, sexo, o que eles gostam, como socializam, onde compram etc.). 
  • Quantos desses clientes essa empresa terá a oportunidade potencial de alcançar? Descreva o tamanho do seu mercado e a participação potencial desse mercado que esse negócio pode atingir.
  • Você já vendeu produtos / serviços para clientes? Se sim, descreva essas vendas e esteja preparado para mostrar evidências dessas vendas. Se os clientes já demonstraram interesse em comprar seus produtos ou serviços, você pode detalhar essas informações aqui.
  • Por que os clientes compram os produtos ou serviços desta empresa em vez de seus concorrentes?
  • O que pode ser aprendido sobre o mercado da empresa com a pesquisa de mesa?
  • O que pode ser aprendido sobre o mercado da empresa com pesquisas de campo? Pesquisa de campo é um teste de mercado usando seus clientes em potencial. Isso pode incluir questionários de clientes, comentários de grupos focais, testes de produtos, vender seu produto de forma limitada (negociação de testes) etc. 

O tamanho do mercado em que você pretende entrar é uma figura-chave que será usada por qualquer pessoa que esteja lendo seu plano de negócios, inclusive você. Esse número representa o escopo total da oportunidade à frente e é o ponto de partida para moldar sua estratégia de marketing.

Medindo o mercado relevante

Agora, em princípio, isso não é muito difícil. As pesquisas de mesa (dados secundários disponíveis na forma publicada, acessíveis on-line ou por meio de seções comerciais de bibliotecas públicas em todo o Reino Unido) renderão uma colheita considerável de estatísticas com graus variados de confiabilidade. Se o pão é o seu negócio, você poderá descobrir rapidamente que o consumo de pão na Europa é de £ 10 bilhões por ano. Mas o pão é uma indústria muito ampla.

A definição de pão para toda a indústria inclui pão fatiado e não fatiado, pãezinhos, lanches de padaria e pães especiais. Ele abrange produtos cozidos na fábrica, aqueles que são assados ​​por padeiros na loja e produtos vendidos através de padeiros artesanais.

Avaliar o mercado relevante, portanto, envolve refinar as estatísticas globais para fornecer o escopo real do seu mercado. Se sua empresa opera apenas no Reino Unido, o mercado vale mais de £ 2,7 bilhões, o equivalente a 12 milhões de pães por dia, um dos maiores setores de alimentos. Se você opera apenas no segmento de panificação artesanal, o mercado relevante diminui para £ 13,5 milhões; isso, por sua vez, contrai ainda mais US $ 9,7 milhões se, por exemplo, você estiver operando apenas dentro do M25.

Esse é o obstáculo que nove em cada dez planos de negócios não conseguem superar. Os empresários gostam de pensar grande, mas um plano de negócios baseado no ataque ao mercado europeu de pão de 10 bilhões de libras esterlinas, em vez do mercado de quase 10 milhões de libras para produtos artesanais de pão em que eles realmente estão entrando, carecerá de toda credibilidade.

Segmentando o mercado

Os clientes têm necessidades diferentes com diferentes níveis de intensidade.

Todo mundo tem segurança em mente, mas você ficará mais preocupado com isso quando escolher uma companhia aérea do que quando comprar uma caneta. Por sua vez, isso significa que você precisa organizar seu esforço de marketing para atender a essas necessidades individuais; no entanto, tentar satisfazer a todos pode significar que você acaba satisfazendo ninguém completamente.

O processo de marketing que nos ajuda a lidar com essa tarefa aparentemente impossível é a segmentação de mercado.

Critérios que valem a pena

Nem todos os segmentos de mercado são igualmente atraentes, ou talvez até valham a pena enfrentar. Essas são quatro regras úteis para ajudar a decidir se vale a pena incorporar um segmento de mercado em seu plano de negócios.

1. Mensurabilidade. Você pode estimar quantos clientes estão no segmento? Há o suficiente para fazer valer a pena oferecer algo ‘diferente’?

2. Acessibilidade. Você pode se comunicar com esses clientes, preferencialmente de maneira a alcançá-los individualmente? Por exemplo, você pode alcançar os mais de 50 anos anunciando em uma revista especializada em “pessoas mais velhas” com razoável confiança de que as pessoas mais jovens não a lerão. Portanto, se você estava tentando promover o Scrabble com ladrilhos 50% maiores, talvez prefira que os jovens não tenham ouvido falar sobre isso. Se o fizessem, poderia dar ao produto uma imagem antiquada.

3. Aberto ao desenvolvimento lucrativo. Os clientes devem ter dinheiro para gastar nos benefícios que você propõe oferecer. Um dos segmentos de mercado que mais cresce é o de ocupantes de casas de repouso, mas não há muita evidência de que eles tenham dinheiro para gastar em novos produtos e serviços, por mais valiosos ou desejáveis.

4. tamanho Um segmento precisa ser grande o suficiente para valer a pena explorá-lo, mas talvez não seja tão grande que atraia concorrentes maiores.

Entre na nossa lista VIP e receba as melhores dicas de vendas


A segmentação é um processo de marketing importante, pois ajuda a concentrar os clientes de maneira mais precisa, classifica-os em grupos gerenciáveis ​​e permite que você se concentre em um ou mais nichos. Tem implicações abrangentes para outras decisões de marketing. Por exemplo, o mesmo produto pode ter preços diferentes de acordo com a intensidade das necessidades dos clientes. O posto de primeira e segunda classe é um exemplo, as viagens de trem fora de pico, outro. É também um processo contínuo que precisa ser realizado periodicamente, por exemplo, quando as estratégias estão sendo revisadas.


Pontos fortes, pontos fracos, oportunidades e ameaças

No jargão dos negócios, isso é chamado de análise SWOT e é sempre considerado pelos empreendedores que iniciam um novo negócio.

  • Quais são os pontos fortes da sua empresa? O que dá à sua empresa uma vantagem sobre a concorrência?
  • Quais são os pontos fracos da sua empresa? O que coloca sua empresa em desvantagem em comparação com a concorrência?
  • Quais são as principais oportunidades disponíveis para o seu negócio? Quais pessoas, elementos, ativos ou conexões sua empresa pode usar em proveito próprio?
  • Quais são as principais ameaças aos seus negócios? Quais elementos do seu ambiente ou concorrência podem causar problemas aos seus negócios?

A competição

Entender quem são as empresas concorrentes, onde estão localizadas e como elas se comparam à sua empresa é essencial no planejamento de qualquer estratégia de negócios e vendas.

Relacionados:  O Guia Definitivo Como Montar Seu Próprio Negócio 13 Etapas

Pesquise a geografia da sua empresa e pesquise na Internet a concorrência da sua empresa.

Por favor, considere os seguintes tipos de concorrentes:

  • Concorrentes diretos – aqueles que vendem produtos ou serviços iguais ou semelhantes (se sua empresa é uma cafeteria, concorrentes diretos são outras cafeterias)
  • Concorrentes indiretos – aqueles que vendem produtos ou serviços substitutos ou alternativos (se sua empresa é uma cafeteria, concorrentes indiretos são outras empresas que vendem alimentos e bebidas com um local para sentar-se, como lojas de chás, pubs, fast-food ou qualquer outro local que satisfaça uma necessidade do cliente por comida ou bebida.

Tabela de concorrentes

Abaixo está um exemplo de uma tabela que você pode usar para comparar concorrentes.

Empresa A Empresa B Empresa C Empresa D Empresa E
Nome, localização e tamanho do concorrente
Produto / Serviço oferecido
Preço do produto / serviço comparável
Pontos fortes
do concorrente
Fraquezas do concorrente

 

 


Custos iniciais e previsão de vendas

Esta seção deve descrever todas as compras e despesas necessárias para iniciar seu negócio.

Os custos de inicialização vão além dos itens físicos necessários para sua empresa e podem incluir o aluguel de instalações, contas de eletricidade / gás nessas instalações, custos de produção de seu produto / serviço, desenvolvimento de um site, transporte de produto para seus clientes, seguro para o seu negócio, salários dos funcionários, etc.

Todos esses custos devem ser considerados.

 

NOME DA EMPRESA
Previsão do fluxo de caixa
20 de janeiro de 20XX
Mês da negociação do primeiro ano
Pré-início 1
Previsão de receita / vendas
Fonte de vendas 1 [descreva] 0 0 0 0
Fonte de vendas 2 [descreva] 0 0 0 0
Patrimônio líquido / caixa introduzido 0 0 0 0
Empréstimo em dinheiro 0 0 0 0
Dinheiro total em / renda (A)
Previsão de despesas / custos
Salário do proprietário
Reembolsos de empréstimos 0 0 0 0
Aluguel de negócios 0 0 0 0
Compras comerciais [descreva] 0 0 0 0
Despesas de estoque 0 0 0 0
Despesas de marketing 0 0 0 0
Salário do proprietário acima das necessidades do PSB 0 0 0 0
Salários e impostos do pessoal (não proprietário) 0 0 0 0
Embalagem 0 0 0 0
Telefone / Celular 0 0 0 0
Iluminação e energia térmica (comercial) 0 0 0 0
Imposto municipal (instalações comerciais) 0 0 0 0
Postagem, impressão e papelaria 0 0 0 0
Despesas de viagem e carro 0 0 0 0
Transporte e entrega 0 0 0 0
Despesas com computadores 0 0 0 0
Seguro 0 0 0 0
Diversos 0 0 0 0
Reparos e manutenção 0 0 0 0
Honorários legais e profissionais 0 0 0 0
Locação de equipamentos 0 0 0 0
Pagamentos de IVA 0 0 0 0
Outras despesas [descreva] 0 0 0 0
Total de desembolsos / despesas (B)
Saldo / Fluxo de caixa líquido (AB)
Saldo inicial de abertura
Saldo final
Relacionados:  Como Abrir Uma Corretora de Seguros | O Guia Definitivo

 


Você também precisará elaborar um orçamento pessoal de sobrevivência, que deve basear-se nos seus últimos três meses de extratos bancários para resumir suas receitas e despesas mensais atuais. Isso calculará a quantidade de dinheiro que você precisa ganhar com sua empresa para viver.

Muitos novos empreendedores acabam passando por várias dificuldades, nos meses iniciais de abertura do negócio, por não planejarem corretamente. Além de ter ideias, encontrar um ponto comercial e conhecer os custos, planejar o futuro da empresa é essencial. Para evitar riscos futuros, a elaboração do plano de negócio é indispensável.O plano de negócios é o instrumento ideal para traçar um retrato do mercado, do produto e das atitudes do empreendedor. É por meio dele que você terá informações detalhadas do seu ramo, produtos e serviços, clientes, concorrentes, fornecedores e, principalmente, pontos fortes e fracos do negócio, contribuindo para a identificação da viabilidade de sua ideia e da gestão da empresa.1568293456 4783 Pagina0042028229

Por que o plano de negócio é importante para minha empresa?

O plano de negócios é importante tanto para quem está abrindo o negócio quanto para quem está ampliando o empreendimento. Vale destacar que esse planejamento não elimina os riscos, mas evita que erros sejam cometidos pela falta de análise, diminuindo as incertezas do seu negócio.

  • Organiza as ideias ao iniciar um novo empreendimento.
  • Orienta a expansão de empresas já em atividade.
  • Apoia a administração do negócio, seja em seus números, seja em estratégias.
  • Facilita a comunicação entre sócios, funcionários, clientes, investidores, fornecedores e parceiros.
  • Capta recursos, sejam financeiros, humanos ou parcerias.

1568293455 7395 Infografico2001111

Como fazer o plano de negócio?

1. Iniciando o plano de negócio

Nesse vídeo, você verá como descrever os aspectos da sua empresa e os diferenciais competitivos dela, despertando o interesse de quem lê.

Relacionados:  Como Montar um Salão de Cabeleireiro Guia Definitivo 2019

2. Análise de mercado

É fundamental conhecer seus clientes, concorrentes e fornecedores para traçar metas sólidas e eficazes.

Definindo seu público-alvo e como chegar a ele da melhor maneira possível, você economiza recursos, dando um tiro certeiro no seu objetivo.

3. Qualidade e custo-benefício

Depois de traçar o perfil do público-alvo, é importante pensar no posicionamento do seu produto. Como ele será visto pelo mercado? É um produto de boa qualidade e com bom custo-benefício? De qualidade e com um preço acima da média?

É importante saber o valor que o seu produto carrega, tanto no preço quanto na qualidade, para tomar decisões específicas quando for anunciá-lo. Conhecer o que está vendendo ajuda a convencer outras pessoas a comprá-lo.

4. Operacional e financeiro

Concluídas as etapas de amadurecimento da ideia do negócio, é hora de saber a melhor maneira de executá-las: entra em cena a elaboração dos planos operacional e financeiro.

O empresário também faz estimativas sobre a capacidade produtiva ou de quantos clientes consegue atender por mês, além de traçar quantos serão os funcionários e as tarefas de cada um.

Financeiro

No plano financeiro, o empreendedor terá noção do quanto deve investir para concretizar a empresa. O documento deve conter, basicamente, as estimativas de custos iniciais, despesas e receitas, de capital de giro e fluxo de caixa e de lucros.

Dicas para fazer um bom plano financeiro e operacional:

  • Apresentar cada item com detalhes, etapa por etapa, para oferecer um panorama inicial de operacionalização do negócio, com o objetivo de evitar desperdícios e otimizar as rotinas.
  • Os custos pré-operacionais devem ser projetados, identificando o que será necessário adquirir para que a empresa seja aberta, como o aluguel, a reforma do espaço e as taxas de registro.
  • A lista de equipamentos (ferramentas e veículos, elementos de que a empresa precisará  para funcionar) entra no grupo dos investimentos fixos.
  • Nesse momento, deve ser observada a necessidade imediata de cada item ou até mesmo se alguns deles podem ser alugados ou terceirizados.

5. Avaliação do plano de negócio

Pronto, seu plano de negócio está completo! Mas o serviço não acaba por aí. Agora, é hora de avaliar cada detalhe e colocar o plano em prática.

Aprenda a criar o seu plano de negócios

Sebrae preparou um manual, exclusivo, que vai orientá-lo na criação do seu plano de negócios. Nele, entre outras questões, você encontrará:

Explicações sobre o que é e como proceder em cada etapa da elaboração do plano.
Dicas sobre questões específicas importantes para a construção de um plano eficiente.
Quadros a serem preenchidos para praticar os pontos apresentados, além de exemplos.
Um modelo de plano de negócio que você pode usar para a sua empresa.

Lembre-se de que a preparação de um plano de negócio não é uma tarefa fácil, pois exige persistência, comprometimento, pesquisa, trabalho duro e muita criatividade.

Baixe o arquivo completo em pdf “Como elaborar um plano de negócios

O que você achou deste artigo? (deixe seu comentário)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.