Planos com até 30% de desconto

EnglishPortuguese

Identidade de marca como criar uma memorável em 2020

Tempo de leitura estimado: 53 minutos

Uma identidade de marca é a maneira mais eficaz de qualquer organização (startups, pequenas empresas, agências, organizações sem fins lucrativos ou outras) obter uma vantagem competitiva em um mercado cada vez mais lotado.

Este é o guia on-line mais abrangente para a criação de uma forte identidade de marca para sua empresa ou organização em 2020. Inclui conselhos detalhados sobre como obter um logotipo personalizado memorável , um nome comercial atraente e tudo o que você precisa saber para criar uma identidade de marca forte para o seu negócio ou organização.

Empresas e organizações novas e existentes podem se beneficiar da leitura deste guia.

Aqui estão apenas algumas das perguntas que responderemos neste guia:

  • Quais são os elementos da identidade da marca?
  • Qual é a diferença entre marca e identidade de marca?
  • Qual é a diferença entre imagem e identidade da marca?
  • Qual é a diferença entre marca e marca?
  • Como você define a identidade da marca?
  • Como encontro minha identidade de marca?
  • Como você projeta e desenvolve uma ótima identidade de marca?
  • O prós e contras de construir uma identidade de marca.
  • Por que a identidade da marca é importante?
  • O que é uma marca versus um logotipo?
  • O que é valor da marca e por que é importante?
  • Quais são os benefícios de uma marca forte?
  • e muito mais.

Vamos nos aprofundar.

O que é identidade de marca?

Identidade da marca são os elementos visíveis de uma marca, incluindo cor, design e logotipo da marca. É a maneira pela qual uma corporação, empresa ou negócio se apresenta ao público e distingue o negócio na mente dos consumidores. Simplificando: é o que você, clientes e possíveis clientes podem ver.

Marca, marca e identidade da marca são conceitos diferentes, embora sejam comumente (e frequentemente incorretamente) usados ​​de forma intercambiável.

A identidade da marca é diferente da marca, imagem da marca e marca, mas muitas pessoas usam esses termos de maneira equivocada.

A identidade da marca consiste em vários elementos, incluindo:

  • logotipo ou marca
  • variações diferentes do logotipo
  • principais cores da marca e paleta de cores
  • tipos de letra
  • tratamentos tipográficos
  • um estilo consistente para imagens e conteúdo
  • biblioteca de elementos gráficos
  • Guia de estilo

Empresas maiores e bem-sucedidas prestam muita atenção à sua identidade visual ou imagem corporativa. De fato, muitas empresas maiores têm departamentos de comunicação corporativa que se concentram em manter e construir a identidade dos negócios e garantir que a identidade corporativa facilite os objetivos dos negócios corporativos.

As pequenas empresas não possuem departamentos ou equipes de comunicação corporativa, mas ainda precisam criar uma forte identidade de marca para seus negócios.

Afinal, o objetivo do design de identidade de marca é contar a história da sua empresa de uma maneira que crie lealdade, consciência e entusiasmo.1586864325 2669 Ramon Ray

Em resumo, a identidade da marca é como você deseja que seus clientes e possíveis clientes percebam sua marca ou seus produtos e serviços.

A identidade da marca é importante para empresas de todos os tamanhos, não apenas para grandes empresas.

Ramon Ray , um empresário de sucesso, palestrante, autor de best-sellers e um dos principais especialistas em pequenas empresas do país, se reúne com milhares de pequenos empresários todos os anos. De acordo com Ray,

As pessoas reconhecem imediatamente um logotipo da Starbucks ou um logotipo da BMW, porque esses logotipos são sempre exibidos e usados ​​por cada marca. As empresas menores podem pensar que não precisam ser consistentes com sua identidade, mas estão enganadas. As pessoas reconhecem as empresas com base em sua identidade de marca.
Apenas pequenas empresas que têm uma mentalidade pequena não se preocupam com design e marca. Proprietários de pequenas empresas que pensam grande, que pensam em crescimento, que pensam em escala – esses proprietários entendem que a marca é importante e investem em suas marcas.

A identidade da marca pega elementos visuais díspares e os unifica em um sistema complementar. Sempre que os elementos de identidade da sua marca forem mostrados, eles deverão ser consistentes em aparência, uso, escopo, cor, aparência etc.

Lembre-se de que, se você cria intencionalmente uma identidade de marca ou a ignora, ainda estará apresentando uma imagem aos clientes e possíveis clientes.

De fato, a imagem da marca é como os clientes e possíveis clientes percebem sua marca e seus produtos e serviços. Se você deixar sua identidade de marca ao acaso, perderá a capacidade de moldar a conversa sobre sua marca.

O que é uma marca?

Saiba mais sobre os planos e preços Clicando Aqui você pode estar personalizando seu plano dentro da "pagina de planos" em seguida você já pode gerar o boleto para pagamento e iniciaremos os trabalhos.

Uma marca é a soma total da experiência que seus clientes e clientes potenciais têm com sua empresa ou organização. Originalmente, o termo ‘marca’ se referia à marca que os pecuaristas colocam (‘marca’) em seu gado. Mas o conceito de ‘marca’ evoluiu para incluir muito mais do que um único elemento visual.

As pessoas geralmente usam a palavra “marca” para falar sobre logotipos. Por exemplo, muitas vezes você encontrará pessoas perguntando sobre como criar uma marca ou como construir uma marca.

No entanto, um logotipo não é uma marca. Uma marca é muito mais que o logotipo de uma empresa.

Em outras palavras: o trabalho de um designer não é criar uma marca. Designers projetam identidade de marca.

O desenvolvimento da marca é, portanto, o processo de construção de uma marca. Mais especificamente, construindo uma marca forte.

Uma marca forte comunica o que sua empresa faz, como ela faz e, ao mesmo tempo, estabelece confiança e credibilidade com seus clientes em potencial e clientes.

A marca da sua empresa é uma promessa que você faz aos clientes e possíveis clientes sobre seus produtos, serviços e sua empresa.

Sua marca vive em interações cotidianas que sua empresa possui com seus clientes em potencial e clientes, incluindo as imagens que você compartilha, as mensagens que você publica em seu site, o conteúdo de seus materiais de marketing, suas apresentações e estandes em conferências e suas postagens nas redes sociais.

Importante, sua marca não é o que você diz.

Sua marca é como seus clientes e prospects percebem sua empresa.

Você pode querer que seus clientes e prospects vejam sua marca como inovadora, nova e socialmente consciente.

Mas o mais importante não é o que você deseja – mas como eles realmente veem sua marca. Essa é a sua imagem de marca.

O que é marca?

A marca é um processo desenvolvido para desenvolver, entre outras coisas, um nome comercial exclusivo e design de logotipo personalizado para uma empresa, produto ou serviço.

Mas a marca não se refere apenas a conceitos tangíveis, como o nome e o logotipo de uma empresa. Também se refere à reputação da empresa, à maneira como os produtos e serviços de uma empresa são anunciados e aos valores da empresa.

O objetivo do processo de criação de marca é criar consciência e lealdade.

A marca não é apenas para empresas e organizações.

A marca pessoal (como um indivíduo constrói sua reputação pessoal) tornou-se popular, especialmente entre os influenciadores.

Até os países adotaram a marca. Alguns gastaram milhões de dólares desenvolvendo marcas para atrair turistas e empresas.

Existem alguns termos importantes de marca que você deve entender.

  • ativos da marca – ativos visuais (fontes, cores, recursos etc. que formam a marca voltada para o exterior)
  • associações de marca – qualquer coisa que as pessoas associam a uma marca
  • reconhecimento da marca – a capacidade dos clientes de identificar uma marca em um mercado lotado.
  • personalidade da marca – os traços de personalidade da marca (por exemplo, inovadores, socialmente conscientes, confiáveis, amigáveis)
  • posicionamento da marca – como uma marca é percebida contra seus concorrentes
  • promessa da marca – uma proposta de venda exclusiva da marca (para a Volvo é “segurança”)
  • valores da marca – o que orienta as decisões e os comportamentos da sua empresa?
  • voz da marca – como sua marca “fala?

O que é valor da marca?

O valor da marca é simplesmente o valor da marca (determinado pelas percepções dos consumidores sobre uma marca). Uma parcela saudável do valor de mercado das empresas mais renomadas do mundo (Apple, Amazon etc.) está atrelada ao seu valor de marca.

Criando sua estratégia de marca

Como discutimos acima, a marca da sua empresa é definida pela forma como as pessoas percebem sua empresa, não pelo que você diz que é a marca.

Toda decisão que sua empresa toma e toda ação que toma afeta a marca.

Design deficiente, marketing ineficaz, mensagens inconsistentes e más parcerias podem manchar uma marca.

Em vez de deixar a percepção pública da sua marca ao acaso, é sempre uma boa prática criar e moldar sua marca.

Isso não garante que o público perceba sua marca exatamente como você pretende. Mas isso potencialmente ajudará a moldar a percepção pública.

É aí que uma estratégia de marca pode ajudar

O que é uma estratégia de marca?

Uma estratégia de marca é como sua empresa criará, moldará e compartilhará sua marca com o público.

Por que você precisa de uma estratégia de marca?

Toda empresa tem uma marca.

A única questão é se você deixará sua marca ao acaso ou tomará medidas deliberadas para ajudar a moldar a percepção do público sobre sua marca.

Nenhuma empresa de sucesso jamais deixou sua marca e marca ao acaso.

Em vez disso, as empresas inteligentes são intencionais e públicas sobre sua missão e valores, entre outras coisas.

Há uma boa razão para isso. 87% dos consumidores comprarão um produto apenas por causa dos valores da marca.

Uma estratégia de marca é o seu plano de como você ajudará a moldar a percepção pública da sua marca.

Aqui, o “público” inclui seus clientes, prospects, funcionários, fornecedores e outros que se conectam de alguma forma à sua marca.

Se você está satisfeito com sua empresa e com o dinheiro que está ganhando, pode parar de ler. Mas se você deseja acelerar o crescimento e melhorar suas receitas e lucros, precisa melhorar seu jogo. Ramon Ray diz que:

Se você está satisfeito com seus negócios, satisfeito com sua renda, não há problema – você não precisa fazer nada. Mas se você está preocupado com a concorrência, precisa pensar em melhorar sua marca e sua identidade. Se você quiser aumentar, aumente seus preços, se você quiser aumentar seus lucros, se você quiser animar as pessoas sobre você e sua empresa … melhore seu jogo e invista em um bom design. Uma boa estratégia de marca pode ajudá-lo a elevar seus negócios ao próximo nível.

Como você constrói uma estratégia de marca eficaz?

Existem três fases principais para desenvolver uma estratégia de marca eficaz para a maioria das empresas: descoberta, identidade e execução.

Fase 1: Descoberta

Se você está lançando um novo negócio e ainda não tem uma identidade de marca, a descoberta é fácil.

Sua empresa não é conhecida por ninguém e, portanto, não há nada a descobrir. Você pode passar para a Fase 2.

Mas se você tem um negócio estabelecido, certifique-se de não pular esta etapa.

Antes de poder definir sua identidade de marca modificada ou nova, você deve entender sua identidade existente e examinar objetivamente todos os fatores que influenciam a forma como sua empresa se apresenta publicamente.

Isso inclui avaliar seus clientes, seu setor, sua visão, missão e valores e sua marca.

Nós cobrimos isso em detalhes na pesquisa de identidade de marca. Também veremos brevemente os elementos abaixo.

1. Comece avaliando sua identidade principal existente

Sua identidade principal é geralmente definida pela visão da sua empresa (por que sua empresa existe), missão (o que sua empresa faz) e valores (as crenças que orientam as ações da sua empresa).

Você já pode ter sua visão, missão e valores documentados, mas não se preocupe se não tiver.

Algumas empresas optaram por documentá-las minuciosamente e colocá-las na parede do escritório ou em seu site. Outros são menos formais, mas ainda assim tomam tempo para entender sua visão, missão e valores.

O exercício importante para as empresas existentes é avaliar se sua visão, missão e valores originais ainda são relevantes. Aqui estão algumas perguntas úteis que você pode fazer:

  • Existem elementos que surgiram na cultura da empresa que não se refletem nessa visão, missão e valores?
  • Alguns dos elementos existentes estão mal definidos ou não são mais válidos?
  • O que é mais importante para a sua empresa?
  • A identidade da sua marca e o marketing existentes comunicam adequadamente sua identidade principal?

Cobrimos a avaliação detalhada da sua identidade principal em Pesquisa de identidade de marca.

2. Realizar pesquisa de mercado e realizar uma análise da concorrência

Depois de entender sua identidade principal, o próximo passo envolve pesquisa de mercado e análise da concorrência. Aqui estão algumas perguntas úteis a serem feitas quando você realiza uma pesquisa de mercado:

  • Qual é o tamanho do seu mercado?
  • Como o seu mercado mudou desde a criação da sua empresa?
  • Como isso mudou?

Não é suficiente entender o seu mercado. Você também deve avaliar seus concorrentes para entender onde sua empresa está posicionada em seu setor.

Há três partes em uma boa análise competitiva: (1) definindo as métricas e identificando os concorrentes que você está comparando, (2) coletando os dados e (3) a análise.

Cobrimos a análise da concorrência em detalhes na pesquisa de identidade de marca.

3. Desenvolva personas para seus clientes-alvo

Personas ajudam você a descobrir:

  • Quem são seus clientes,
  • Quais são seus objetivos e frustrações,
  • Onde eles passam o tempo,
  • Quando eles são os mais ativos ou disponíveis,
  • Por que eles tomam certas decisões e
  • Como eles interagem com seus produtos ou compram seus serviços.

Cobrimos personas em detalhes na pesquisa de identidade de marca.

4. Avalie como as pessoas percebem sua marca

 

A integridade da marca pode ser medida de várias maneiras, incluindo reputação da marca, reconhecimento da marca, valor da marca, posicionamento da marca e entrega da marca.

Este não é um problema que você pode ignorar. Você precisa saber se sua marca está prosperando ou doente – antes que seja tarde demais.

Lembre-se de que você deve avaliar as percepções internas (seus funcionários) e externas (todos os demais) da sua marca.

As informações dessas avaliações ajudarão você a entender as percepções atuais de sua marca e as coisas que você pode precisar mudar para melhorar essas percepções.

Nós cobrimos isso em detalhes na pesquisa de identidade de marca.

Fase 2: Identidade

1. Defina sua identidade principal

Depois de entender como sua marca é atualmente percebida e sua posição no mercado, você pode começar a definir a nova identidade da sua empresa.

Para lembrá-lo, sua identidade principal geralmente é definida pela visão da sua empresa (por que sua empresa existe), missão (o que sua empresa faz) e valores (as crenças que orientam as ações da sua empresa).

Se você está iniciando uma nova empresa, começa com uma folha de papel em branco e tem a oportunidade de definir completamente cada uma delas.

Se você já possui uma empresa, avaliou sua identidade principal na fase de descoberta e agora tem a chance de evoluí-la para corresponder melhor à sua visão, missão e valores atuais / futuros.

Nós cobrimos isso em detalhes na pesquisa de identidade de marca.

2. Articule o posicionamento da sua marca

O posicionamento da sua marca explica como sua empresa se diferencia no mercado e como você é diferente de seus concorrentes.

Freqüentemente, seu posicionamento pode ser resumido em uma ou duas frases para explicar o que você faz melhor do que todos os outros.

Nós cobrimos isso em detalhes na pesquisa de identidade de marca.

3. Articule sua proposta de venda exclusiva

Como escrevemos sobre a proposta comercial de vendas exclusiva de uma empresa :

Por fim, uma USP é o que sua empresa representa.

Por exemplo, você poderia dizer que a USP da Apple é encontrada na “experiência do usuário”: tudo o que eles fazem tem como objetivo ter o usuário em seu núcleo.

A USP do Google pode estar na maneira como elas conectam as pessoas às informações, enquanto a Amazon pode estar fornecendo qualquer produto que você precise de forma rápida, eficiente e com o menor custo possível.

Descobrir qual é o seu USP pode levar tempo, mas é uma peça crucial da sua marca. Saber o que é pode ajudá-lo a vender melhor para seus clientes existentes e, mais importante, para possíveis clientes.

Nós cobrimos isso em detalhes na pesquisa de identidade de marca.

4. Desenvolva seus ativos de identidade de marca

Quando você entende sua marca e os componentes que definem a identidade da marca (cores, tipografia, formas etc.), é hora de trabalhar com seu designer para desenvolver os elementos criativos que darão vida à sua identidade de marca. Isso inclui seu logotipo, site, embalagem do produto, brochuras e muito mais.

Cobrimos isso em detalhes em Criando sua identidade de marca.

5. Desenvolva a voz da sua marca e como você se comunica

Para construir uma marca forte, você deve falar de maneira consistente e uniforme sobre sua marca, interna e externamente.

Isso inclui escolher uma voz consistente da marca e garantir que suas comunicações sejam claras, focadas e apoiem seu posicionamento.

Certifique-se de que sua marca seja refletida de forma clara e consistente em seu marketing. Isso inclui histórias de marketing de conteúdo, seu marketing offline e digital e até mesmo o design da embalagem do produto.

Cobrimos isso em detalhes em Criando sua identidade de marca.

Fase 3: Execução

Depois de concluir a descoberta e desenvolver sua identidade principal, você deve encontrar o caminho certo para se comunicar sobre sua marca através do marketing. Cobrimos a execução em detalhes em Criar um guia de estilo de marca e Como traduzir sua identidade de marca em marketing real .

Pesquisa de identidade de marca

Antes de mergulhar no design dos elementos da identidade da sua marca e na construção da sua marca, você deve entender como sua marca é percebida atualmente, seus clientes e seus concorrentes.

Se você estiver construindo uma nova marca, poderá pular esta primeira parte (entender sua marca).

Mas se você já possui uma marca, este é um primeiro passo crítico na construção de uma identidade de marca mais eficaz para sua empresa ou organização.

Entendendo sua marca

Se sua marca não é saudável, sua empresa também não.

Isso ocorre porque a saúde da sua marca afeta a conscientização do consumidor sobre seus negócios e seus resultados.

Uma marca forte não é um luxo para ser desfrutado apenas por empresas como Nike ou Coca-Cola. É um fator chave no sucesso e prosperidade de todas as empresas e organizações sem fins lucrativos, independentemente de suas receitas. É garantido que a saúde da sua marca tenha um impacto significativo na conscientização do consumidor sobre sua marca E seus resultados. Afeta diretamente sua capacidade de vender, arrecadar fundos, contratar os melhores funcionários e crescer. Uma marca saudável é a marca registrada de uma empresa ou organização sem fins lucrativos preparada para prosperar.

Aqui estão três perguntas importantes que você deve fazer para entender melhor sua marca.

1. Sua marca suporta sua estratégia de negócios?

1586864326 7467 Pexels Photo 208450

Toda empresa saudável deve ter uma estratégia geral e prospectiva.

Para que sua marca seja saudável, ela deve se alinhar e apoiar essa estratégia.

Se sua estratégia é vender serviços geralmente caros a taxas reduzidas, sua marca deve refletir o foco no preço. Não seria do seu interesse cultivar uma marca que pareça rica ou cara.

Se sua estratégia de negócios for baseada em criatividade e trabalho personalizado, uma marca que enfatize a cultura corporativa tradicional não funcionaria bem.

Uma marca desalinhada criará dissonância cognitiva para seus clientes e prejudicará seus esforços para obter sucesso.

Uma marca que prejudica sua estratégia de negócios não é saudável.

2. Sua marca é consistente?

Uma marca inconsistente é uma marca confusa e não confiável. Essas são características que afastam os clientes e não os atraem.

Se sua marca muda constantemente, é difícil para os clientes entenderem o que é isso. E é ainda mais difícil ganhar confiança, fidelidade e fidelização de clientes.

Aqui estão algumas perguntas adicionais para ajudar você a avaliar sua marca quanto à consistência…

Sua marca é visualmente consistente?

A consistência visual ajuda a construir o reconhecimento da sua marca.

As cores, estilos visuais e fontes no seu site devem se parecer com seu cartão de visita, que devem se parecer com suas contas de mídia social, que devem se parecer com o logotipo da sua empresa, que deve se parecer com o seu … você entendeu a ideia.

A mensagem da sua marca é consistente?

Sua marca precisa de uma mensagem coesa. E, idealmente, essa mensagem deve vir dos principais valores e estratégias da sua empresa.

Se sua marca tenta ser muitas coisas ao mesmo tempo, a mensagem se espalha e a marca se dilui.

É difícil de ser conhecido por algo quando você deixar de apresentar uma mensagem consistente sobre o que seu negócio deve ser conhecido para .

Ou pior, se a mensagem da sua marca se contradizer, você perderá a confiança do consumidor e, finalmente, os negócios deles.

As pessoas não gostam de mentir. E, como regra geral, os consumidores suspeitam naturalmente das empresas. Afinal, as empresas querem seu dinheiro.

Mensagens contraditórias servem como prova de que sua empresa não é confiável.

Mensagens inconsistentes são um sinal de uma marca prejudicial.

Sua marca se comporta de maneira consistente?

1586864325 5447 Rsz Gmo Fbshare

Imagem cortesia de Chipotle.

As promessas da sua marca devem ser consistentes com a realidade da experiência da marca de seus clientes.

Se você apresentar a entrega rápida como uma mensagem central da marca, mas não cumprir essa promessa, as pessoas perceberão. E sua marca sofrerá.

Como explicamos :

Um logotipo fabuloso, implantado com habilidade e um guia de estilo consistente não significam nada se sua empresa não cumprir as promessas da marca no mundo real. Lembre-se de que sua marca deve sempre ser fiel à realidade do seu negócio. Andar a pé é tão importante, se não mais, do que falar.

A gigante mexicana de fast-food Chipotle tornou o serviço de alimentos não-OGM um elemento-chave da promessa da marca. No entanto, eles foram vistos repetidamente servindo alimentos OGM.

Execute uma pesquisa rápida no Google por “chipotle admite usar OGM” e você encontrará uma lista de artigos e ações críticas lançadas contra a mega-cadeia de fast-food. Eles alcançaram uma posição de marca atraente, mas não estão conseguindo entregá-la de maneira confiável.

O não cumprimento de uma promessa de marca é um sinal de uma marca prejudicial.

3. Sua marca ressoa com o público-alvo?

1586864329 1234 Pexels Photo 905874

Não importa quão bem sua identidade de marca apóie suas estratégias de negócios ou quão consistente seja, se ela não conseguir se conectar ao seu público, sua identidade de marca não estará cumprindo sua função.

Porém, medir a recepção pública da sua marca é um pouco mais complicado do que examiná-la para obter consistência ou alinhamento interno da estratégia. Você precisará de algumas métricas de integridade da marca para rastrear.

Os especialistas em inteligência de marketing da Datorama recomendam o rastreamento das impressões da marca, do volume de pesquisas na Internet e do desempenho das palavras-chave da marca.

Você também pode avaliar o envolvimento das mídias sociais e ficar de olho em suas análises on-line. Sua equipe de atendimento ao cliente também pode oferecer informações úteis.

Entendendo seus clientes

O primeiro passo para criar uma forte identidade de marca é entender seus clientes e o que eles querem e precisam. Nós recomendamos  que você faça as seguintes perguntas sobre os seus clientes:

  1. Quem são eles?  – Seus clientes são homens, mulheres ou ambos? De onde eles são?
  2. O que eles fazem?  – Saber o que seus clientes fazem da vida e o interesse deles é uma ótima maneira de direcionar com mais precisão seu marketing.
  3. Por que eles estão comprando?  – Você sabe o motivo pelo qual motivos eles estão no seu mercado? Se saber, é mais fácil associar as necessidades deles com o que você pode dar a elas.
  4. Quando eles estão comprando?  – Descubra quando seu mercado-alvo normalmente faz esse tipo de compra. Dessa forma, você pode aumentar suas chances de chamar a atenção deles.
  5. Qual é o meio de compra?  – Eles estão comprando em um site? Eles preferem ir no estabelecimento?
  6. Qual é o orçamento deles?  – Verifique se você está segmentando clientes cujos orçamentos estão alinhados adequadamente com seu produto ou serviço.
  7. O que os faz se sentir bem?  – Saber o que dá a um cliente esse precioso brilho de boa sensação é essencial para garantir que ele se torne um cliente recorrente.
  8. O que eles esperam?  – Compreender as expectativas é fundamental para atendê-las. Se seus clientes esperam entrega rápida ou suporte 24/7, saber o que eles querem de você é metade da batalha.
  9. Como eles se sentem em relação à sua empresa?  – Ouvir elogios sobre sua empresa é bom. Ouvir onde estão os pontos de dor é ainda melhor. Você precisa saber onde sua empresa poderia usar um pouco de melhoria para, bem, melhorar!
  10. Como eles se sentem em relação à sua concorrência?  – Você sabe o que dizem. Mantenha seus amigos por perto – mantenha sua concorrência mais perto.

Aqui estão seis perguntas importantes e específicas que você pode fazer aos seus clientes. Discutiremos cada um abaixo.

  1. Qual a probabilidade de você recomendar nosso serviço / empresa a outras pessoas?
  2. Como você classificaria sua última experiência conosco?
  3. Se você pudesse mudar apenas uma coisa sobre nossos produtos / serviços, o que seria?
  4. Que outra opção você considerou antes de nos escolher?
  5. O que nos diferencia da concorrência?
  6. Mais alguma coisa que você gostaria que soubéssemos?

1586864329 9755 Choice 2692575 1280

Qual a probabilidade de você recomendar nosso serviço / empresa a outras pessoas?

Isso também é conhecido como a  pergunta Net Promoter Score (NPS).

Se você deseja conhecer profundamente a opinião do cliente sobre seus negócios e sua marca, esta é a pergunta que você precisa fazer.

A melhor maneira de avaliar o grau de satisfação de uma pessoa com a sua empresa é se ela se sente à vontade para pedir à mãe / irmão / melhor amigo / barista para usá-la.

  • Pergunte: “Levando em consideração apenas sua experiência de compra mais recente, você se sentiria bem em recomendar-nos a um amigo?”
  • Pergunte: “Agora pense em toda a sua experiência conosco. Você nos recomendaria aos seus amigos?”

1586864326 7441 Pexels Photo 615475

Como você classificaria sua experiência mais recente conosco?

Uma experiência negativa de atendimento ao cliente tem um alcance enorme e viaja para mais que o dobro de pessoas do que elogia um encontro positivo de serviço.

Siga este passo: quando o cliente fizer uma compra, envie um e-mail breve perguntando sobre sua experiência.

Isso poupará você a lutar após um possível desastre de relações públicas e ajudará você a:

  • Descubra como o seu cliente se sente com a experiência deles com sua empresa e / ou produto,
  • Fornecer uma solução ou reparar um cliente insatisfeito ou insatisfeito, e
  • Dê aos seus clientes uma saída onde eles são livres para lhe contar tudo o que pensam – para que eles não precisem recorrer às mídias sociais.

Queremos saber se ajudamos cada cliente e qualquer feedback que eles possam ter para nós. Também fazemos isso na conclusão de cada projeto.

E estamos muito orgulhosos do nosso desempenho nesta área – e até ganhamos prêmios por nosso suporte ao cliente. Temos regularmente uma classificação de satisfação do cliente entre 97 e 99%.
1586864331 5805 Hand 3190204 1280

Se você pudesse mudar apenas uma coisa sobre nossos produtos / serviços, o que seria?

Todo produto e serviço tem espaço para melhorar, recursos para explorar e refinamentos para adicionar.

Você provavelmente tem seu próprio roteiro para onde deseja que seu produto vá, e isso é ótimo.

Mas é uma boa ideia envolver seus clientes nesse processo também. Eles são uma fonte inestimável de idéias, feedback e solicitações de recursos, e muitas vezes veem maneiras de usar seu produto que você nunca imaginou.

Isso não significa que você deve implementar todos os recursos solicitados pelos clientes e possíveis clientes.

Isso significa que você deve perguntar, ouvir e avaliar.

Alguns dos melhores recursos e produtos são originários do feedback do cliente. O desafio é ser receptivo às solicitações de melhorias dos clientes e, ao mesmo tempo, interagir com eles de maneira significativa.

Por exemplo, a Planejador Web oferece serviços básicos de design e nomeação em muitas áreas, incluindo design de logotipo, web design, design de impressão, design de produto, design de embalagem e design de empresas e produtos.

Quando começamos, há 10 anos, pedimos apenas um número limitado de perguntas para ajudar um cliente a elaborar um resumo criativo se estivesse procurando ajuda de design. Por exemplo, em projetos de design de logotipo, originalmente fizemos algumas perguntas gerais.

Mas as respostas não forneceram muita orientação aos designers e recebemos muitos comentários de clientes e designers sobre o nosso questionário.

Esse feedback foi muito valioso. Alteramos nosso questionário para ser mais específico e informativo, o que melhorou a experiência dos clientes e também forneceu informações importantes para os designers.

Foi um ganha-ganha-ganha.

Existem vários serviços especificamente voltados para ajudar as empresas a solicitar feedback e idéias de seus clientes. Empresas como UserVoice , Feature UpvoteProdPad são apenas uma amostra dos serviços disponíveis.

Qualquer que seja o serviço ou método usado, verifique se você não está apenas ouvindo, mas também respondendo.

Ninguém gosta de sentir que está gritando no vazio, e seus clientes não são diferentes. Transforme seu processo de feedback em uma conversa para que seus clientes saibam que suas informações são valorizadas.

Os clientes costumam dar um tempo para fornecer sugestões de como melhorar, se você pedir, mas se a troca parecer unilateral para eles, eles poderão desistir.

Que outras opções você considerou antes de nos escolher?

Depois de toda a pesquisa e investigação de mercado, você pode pensar que sabe quem são seus concorrentes.

Mas sempre há a possibilidade de você perder um ou repassar um, porque a oferta deles não parecia comparável à sua.

Perguntar a seus clientes quais empresas e serviços eles avaliaram é uma ótima maneira de divulgar essas incógnitas.

 

1586864325 6515 Umbrella 1588167 1280

O que nos diferencia da concorrência?

Fazer essa pergunta oferece a seus clientes a oportunidade de dizer o que eles acham que o torna especial.

A resposta informa sobre sua proposta de venda exclusiva ( USP ).

Descobrir o seu USP pode ser difícil.

Seu USP pode não ser algo físico ou tangível como um produto, mas sim ser mais temático ou emocional.

O empresário descreveu isso em seu olhar na USP :

Identificar o seu USP requer alguma pesquisa e criatividade. Uma maneira de começar é analisar como outras empresas usam seus USPs em proveito próprio. Isso requer uma análise cuidadosa dos anúncios e mensagens de marketing de outras empresas. Se você analisar o que eles dizem que vendem, não apenas as características de seus produtos ou serviços, poderá aprender muito sobre como as empresas se distinguem dos concorrentes.

Por exemplo, Charles Revson, fundador da Revlon, sempre dizia que vendia esperança, não maquiagem. Algumas companhias aéreas vendem serviços amigáveis, enquanto outras vendem serviços pontuais. Neiman Marcus vende luxo, enquanto o Wal-Mart vende pechinchas.

Por fim, uma USP é o que sua empresa representa.

Leitura adicional:  Marketing de Produto: O que é e Dicas para Comercialização.

Por exemplo, você poderia dizer que a USP da Apple é encontrada na “experiência do usuário”: tudo o que eles fazem tem como objetivo ter o usuário em seu núcleo.

A USP do Google pode estar na maneira como elas conectam as pessoas às informações, enquanto a Amazon pode estar fornecendo qualquer produto que você precise de forma rápida, eficiente e com o menor custo possível.

Descobrir qual é o seu USP pode levar tempo, mas é uma peça crucial da sua marca. Saber o que é pode ajudá-lo a vender melhor para seus clientes existentes e, mais importante, para possíveis clientes.

E tome cuidado para não adotar a USP de um concorrente. Não tente imitar outras pessoas – crie uma identidade única com base nos comentários de seus clientes. Ramon Ray explica:

Não tente ser outra pessoa. é tentador olhar para outra pessoa ou empresa e imitá-la. Esta não é uma boa estratégia. Em vez disso, ouça seus clientes. O que eles dizem que gostam no seu negócio? O que eles mudariam? Mas não ouça apenas o que seu cliente diz … certifique-se de que sua equipe se comunique e atenda às expectativas de seus clientes por meio de sua identidade de marca e design geral, para que seus clientes e possíveis clientes saibam que você está ouvindo.

Mais alguma coisa que você gostaria que soubéssemos?

É sempre bom deixar a palavra aberta para respostas ou comentários inesperados. Você não pode fazer todas as perguntas, nem saber com antecedência o que pode ser importante para seus clientes.

Fazer essa pergunta não apenas oferece aos clientes a chance de mencionar qualquer coisa que eles considerem importante, mas também fornece informações sobre o que é importante para eles.

Ele também fornece ao cliente a última palavra e deixa claro que você não está apenas interessado em suas próprias perguntas.

1586864332 2205 Paper 3249924 1280

Maneiras de obter respostas dos clientes

Existem muitas maneiras diferentes de obter respostas para essas perguntas.

Qual deles você escolhe depende de seus objetivos, quem são seus clientes e como alcançá-los, mas aqui estão algumas idéias a serem consideradas.

  1. Pesquisas de feedback de clientes . As pesquisas são experimentadas e testadas, mas podem ser desafiadoras para serem executadas de maneiras que não incomodem seus clientes. Empresas como a SurveyMonkey ou TypeForm facilitam a execução de pesquisas. Mantenha as pesquisas o mais curtas e fáceis de responder possível. Todas as perguntas em uma pesquisa reduzirão o número de pessoas que responderão à pesquisa.
  2. Formulários de e-mail e feedback do cliente. Ter um formulário em seu site ou uma caixa de comentários em sua loja oferece a seus clientes uma maneira reconhecível de receber seus comentários. Eles tendem a funcionar melhor como amplamente abertos (“Como podemos melhorar?”) Ou mais direcionados a uma ou duas perguntas breves.
  3. Contato direto. Formulários e pesquisas podem ser fáceis de usar, mas são ruins para reunir o maior contexto ou circunstâncias em que seus clientes se encontram. Uma das melhores maneiras de obter feedback útil é entrar em contato diretamente com os clientes e conversar com eles. Pontos de bônus se for pessoalmente, mas se isso for impossível para você, mesmo uma ligação telefônica ou um bate-papo por vídeo pode ser uma ótima maneira de formar essa conexão.
  4. Testes de usabilidade. Não tem certeza se algo está funcionando do jeito que você esperava? Seu carrinho de compras no site está atrapalhando ou ajudando os clientes a concluir seus pedidos? Existem serviços que você pode usar para testar essas coisas e muito mais. O UserTesting.com é um dos serviços mais conhecidos que ajudam as empresas a executar testes de usabilidade , e também existem muitas empresas especializadas em testar como o software ou site utilizável é
  5. Mídia social. Pedir às pessoas que seguem seus negócios em sites como o Facebook ou o Twitter é uma ótima maneira de obter rapidamente comentários sinceros. Muitos sites de mídia social também oferecem pesquisas integradas.
  6. Atendimento ao Cliente. Se você possui uma equipe de relações com o cliente ou serviço, sua empresa já pode ter uma equipe perfeitamente posicionada para fazer perguntas como esta. Pedir permissão no final de uma chamada de serviço ou bate-papo, se o cliente estiver disposto a responder algumas perguntas, pode ser uma maneira eficaz de obter a entrada que você está procurando.

Não importa qual método você use, verifique se está interagindo com seus clientes em uma conversa. Como mencionamos anteriormente, informe seus clientes que você está conversando com eles, não apenas com eles.

Personas do usuário

Depois de pesquisar seus clientes, crie personas de usuário.

1586864329 8528 Pexels Photo 296881

Personas ajudam você a descobrir:

  • Quem são seus clientes,
  • Quais são seus objetivos e frustrações,
  • Onde eles passam o tempo,
  • Quando eles são os mais ativos ou disponíveis,
  • Por que eles tomam certas decisões e
  • Como eles interagem com seus produtos ou compram seus serviços.

O marketing baseado em persona pode ajudar a garantir que você direcione as mensagens perfeitamente para cada grupo único de clientes em potencial.

Comece com 3 a 5 personas de usuário.

1586864325 7512 People Office Group Team

Como definir personas de usuário

Comece com entrevistas com clientes.

As entrevistas com clientes o ajudarão a identificar os desejos, necessidades e motivações de seus clientes.

Certifique-se de entrevistar um amplo grupo de clientes e possíveis clientes.

  • Clientes existentes – não deixe de entrar em contato com pessoas que tiveram experiências positivas e negativas com seu produto. Conversar com pessoas que têm apenas críticas brilhantes é ótimo, mas não pinta a imagem inteira. Você vai querer entender a experiência de seus clientes de todos os lados, se quiser criar um conjunto útil de personas de usuário.
  • Perspectivas – É importante conversar com pessoas que não têm experiência com seu produto. Você vai querer alguém sem “bagagem” para dar uma nova visão sobre as coisas, e uma perspectiva futura pode fornecer exatamente esse tipo de perspectiva imparcial. Seus prospects e leads atuais são um super recurso para criar uma persona imparcial do usuário – você já possui informações de contato, portanto, usá-las é fácil, econômica e é uma ideia inteligente.
  • Referências – pergunte a qualquer um que você conhece que possa ter pontos de contato úteis para você – seus colegas de trabalho, clientes amigáveis, sua rede de mídia social – eles podem conectar você com candidatos a entrevistas perfeitas.

Comece com pelo menos 3 a 5 entrevistas para cada pessoa que você está criando (clientes, possíveis clientes, pessoas que não conhecem sua empresa).

Por exemplo, a Planejador Web oferece serviços de design (criação de logotipo, criação de site, design de embalagem) e até para criar nome de empresa. Trabalhamos com diferentes tipos de clientes, incluindo empreendedores, pequenos empresários, grandes marcas, agências, organizações sem fins lucrativos e até governos.

Esses grupos de clientes diferem entre si.

Embora existam semelhanças entre empreendedores e proprietários de pequenas empresas, por exemplo, os clientes das agências são muito diferentes e exigem uma abordagem de marketing diferente. Por isso, adaptamos nosso marketing de acordo.

Em seguida, dê uma olhada nos dados do seu site.

Os dados do Google Analytics permitem que você veja de onde vieram seus visitantes. Ele também informa as palavras-chave valiosas que eles usaram para encontrá-lo, bem como quanto tempo elas gastaram no seu site navegando.

Esses dados lançam uma grande luz antiga sobre o funcionamento interno, desejos e interesses que trouxeram esses clientes para você. É importante entender os pontos críticos de interesse que podem atrair e reter clientes novos e existentes.

Por fim, não cometa o erro de ignorar as pessoas que conhecem melhor seus clientes: seus funcionários!

Os funcionários de sua equipe que lidam com aspectos de linha de frente de seus negócios, como equipes de suporte ao cliente, são um recurso crítico para qualquer proprietário de empresa que deseja conhecer melhor seus consumidores.

Faça a seus funcionários as mesmas perguntas que você fez aos entrevistados e adicione as respostas às personalidades dos compradores.

Quais informações você precisa para criar personas?

Depois de conversar com os clientes e analisar os números, você deve transformar os dados em personas reais.

As pessoas que as pessoas representam podem ser inventadas, mas você ainda precisa atribuir a cada uma delas informações suficientes para realizá-las.

A documentação que você cria para suas personas deve ser detalhada o suficiente para que qualquer pessoa em sua organização possa lê-la e ter uma boa idéia de quem são essas pessoas.

O básico

1586864328 6821 Ibm 12

Exemplo de uma persona (de xtensio ).

Toda persona deve ter pelo menos as seguintes informações:

  • Primeiro nome – Você pode fornecer o sobrenome, mas geralmente um primeiro nome é suficiente.
  • Idade – A idade pode afetar muitas coisas, então escolha sabiamente e qualifique sua decisão com dados reais.
  • Foto – A aparência de uma persona pode influenciar as decisões (por exemplo, se elas são fisicamente atraentes ou não). Alguns recursos úteis: Usuário aleatório , UIFaces ou Personas do usuário .
  • Trabalho – Essa pessoa trabalha? Vá para escola? Ou eles são pais que ficam em casa?
  • Localização – Onde essa pessoa mora?
  • Objetivos – Quais são os objetivos desta pessoa? O que eles precisam ou querem? Como seus objetivos se relacionam com sua empresa ou produtos?
  • Frustrações – Que tipo de problemas essa pessoa tem? Como esses problemas afetam seus objetivos e necessidades?
  • Biografia – escreva uma breve biografia que descreva os antecedentes dessa pessoa e como seus produtos ou serviços podem ajudá-la. Não se esqueça de basear isso em dados reais – não crie um plano de fundo idealizado.

Ficando específico

Alguns pontos de dados específicos que podem ajudá-lo a descobrir onde essa pessoa se encaixa na sua estratégia incluem:

  • Palavras – chave – Palavras que resumem os principais traços dessa pessoa. Por exemplo, “amigável”; “curioso”; “Tecnófilo”; “Adotante tardio”.
  • Personagem – O uso de um personagem ajuda a contrastar essa pessoa com suas outras personas. Por exemplo, se você estava dividindo suas personas com base em uma habilidade técnica, poderia ter personagens como “The Nerd”, “The Skeptic”, “The Newbie” etc.
  • Tipo Myers-Briggs – O indicador de personalidade Myers-Briggs é uma maneira bem conhecida de representar algo tão complexo quanto a personalidade de uma pessoa.
  • Marcas favoritas – Com quais marcas essa pessoa gosta ou interage com frequência?
  • Citação – use citações reais de pessoas que você entrevistou para fornecer uma visão rápida dessa pessoa, suas necessidades, medos e objetivos.
  • Canais preferidos – como essa pessoa obtém suas informações e qual a melhor maneira de alcançá-las com mensagens de marketing? Via mídia social? Ou através da publicidade impressa tradicional em jornais ou revistas?

Se você precisar de um ponto de partida, existem vários modelos de persona bons e recursos de criação disponíveis on-line, muitos dos quais gratuitos.

O HubSpot tem o nome apropriado ” Make My Persona “, que usa um questionário TypeForm personalizado para ajudá-lo a preencher os espaços em branco de uma persona básica. Eles também têm um modelo de persona que pode ser útil.

Você também pode consultar o UXPressia, um serviço pago com algumas ferramentas gratuitas de criação de persona, e o UserForge , que oferece ferramentas gratuitas de criação de persona.

Como aproveitar as personas dos usuários

1586864329 8880 Apple Diet Face Food 41219

Que fruta Carol escolheria?

Depois de fazer todo o trabalho duro de criar personas com base em dados reais e no comportamento e nas necessidades reais do cliente, é hora de colocá-las em funcionamento.

Uma parte crítica do uso eficaz de personas é a empatia. Você precisa colocar-se na mente (ou sapatos) de suas personalidades para poder pesar decisões e estratégias em relação às necessidades delas.

Uma maneira simples, mas eficaz, de fazer isso é perguntar a si mesmo: “o [nome da persona] faria [ação]?”

Por exemplo, se uma de suas personas se chama Carol, você está potencialmente tentando determinar se uma certa estratégia de marketing faz sentido com o grupo de clientes que Carol representa.

Perguntando “Carol acha esta mensagem atraente?” é uma boa maneira de avaliar e validar suas idéias.

Pense nas suas personas como personagens de uma história.

Considere o problema ou a mensagem que você está tentando validar como uma narrativa da qual suas personas fazem parte. Use-os para ajudá-lo a definir objetivos, desafios, pontos problemáticos e comportamento.

Personas são uma ferramenta poderosa para ajudar a reunir as várias partes da sua empresa em torno de um todo coeso. Usar as mesmas personas em diferentes unidades de negócios pode manter sua empresa focada nos mesmos objetivos.

Você nem sempre pode ter clientes reais prontos para responder perguntas ou confirmar hipóteses, mas usar personalidades bem pesquisadas para trocar idéias pode ser igualmente eficaz.

Coisas a evitar ao criar e usar personas

1586864329 5550 Pexels Photo 277124

Não faça um movimento errado.

Personas são úteis, mas não substituem a conversa com seus clientes.

Seus clientes são mais do que um conjunto de fatos, e as coisas que os motivam e causam pesar nem sempre podem ser encontradas, desde a destilação de uma seção de clientes até uma única “pessoa”.

O designer do Basecamp, Ryan Singer, resumiu o problema com as personas :

Você tem um casal e eles são americanos de classe média. Eles têm pouco mais de 30 anos e têm todos esses atributos: o carro que dirigem, origem étnica, a cidade em que vivem etc. etc. E então você pergunta: “Essa pessoa vai comer pizza? Eles vão a um restaurante italiano sofisticado e têm uma entrada cara e uma noite romântica com vinho? ” Os atributos não determinam isso, porque na segunda-feira à noite, o casal pede pizza. E, na sexta-feira, eles vão ao restaurante.

Personas são uma parte da imagem completa. Depois de tê-los, use-os para criar jornada do cliente para que você possa colocá-las em um contexto do mundo real.

Entendendo sua concorrência

Existem três componentes para uma boa análise competitiva:

  1. definindo as métricas e identificando os concorrentes que você está comparando,
  2. reunindo os dados e,
  3. a análise.

Como você começa? Quais são os fatores relevantes que você deve comparar? E que conclusões você pode / deve tirar dos dados?

Comece definindo quais métricas são importantes

Antes de começar a analisar dados, você deve entender quais métricas são importantes.

Você está interessado em comparar receitas? Visitantes únicos? Total de visitas? Rank do tráfego?

Escolha um conjunto de métricas importantes para você e meça os dados com base nessas métricas.

Se você escolher as métricas erradas, ainda poderá fazer uma análise competitiva – mas isso não será particularmente significativo para você.

Não se preocupe se não tiver certeza se definiu todas as métricas relevantes. Ao começar a analisar os dados, você verá outras boas comparações.

Veja as tendências recentes

As tendências recentes são importantes porque pintam uma imagem do que está acontecendo agora.

Isso é particularmente importante se sua empresa é nova em folha – já que você não terá dados históricos para comparação.

Avalie tendências históricas

As tendências históricas ajudam você a entender não apenas a velocidade do crescimento, mas também para ver se os mesmos eventos afetaram igualmente seus concorrentes e sua empresa.

Por exemplo, se dois concorrentes estiverem no mesmo setor, você poderá ver surtos de crescimento e descidas complementares.

Se houver surtos de queda, é provável que você queira entender as causas dos quedas. Os mergulhos causados ​​por eventos externos foram exclusivos da entidade que você está avaliando ou algo mais que deveria ter impactado a todos? Os eventos foram eventos únicos (como um furacão) ou eventos anuais (como os feriados de dezembro).

Acompanhe o crescimento mensal e anual

Você também vai querer olhar para o crescimento mensal e anual. O rápido crescimento mensal é significativo, mas pode ser enganoso se as taxas anuais apresentarem uma imagem diferente. Pode ser difícil rastrear se seus concorrentes são empresas privadas.

Desafie suas suposições

Seria fácil parar por aqui. Mas se você está procurando uma comparação significativa, deve desafiar suas suposições.

Você pode, por exemplo, avaliar visitas – em oposição a visitantes únicos – se tiver escolhido visitantes únicos como sua métrica.

Procure por dados de confirmação / não confirmação

Para entender corretamente como sua empresa se compara aos concorrentes, você deve avaliar diferentes tipos de dados.

Seu modelo de receita pode fornecer um quadro de referência.

Por exemplo, se seu modelo de receita é baseado em publicidade, geralmente você se preocupa mais com visitas do que com visitantes únicos. Se seu modelo de receita se basear na publicidade em um boletim informativo por e-mail, você deverá comparar o número de assinantes.

Por que os dados que confirmam / que não confirmam são relevantes?

É importante porque pode apresentar uma perspectiva diferente sobre crescimento e tamanho relativo. Afinal, existem muitas métricas diferentes, e várias métricas podem ser significativas para sua comparação.

Não assuma que uma métrica possa contar toda a história.

Aprofundar

Não aceite informações básicas.

Veja todas as informações disponíveis para confirmar ou refutar suas conclusões.

Tente usar um ou todos os seguintes itens:

  • SpyFu : Esta é uma ótima maneira de descobrir palavras-chave e Adwords que sua concorrência pode estar usando.
  • Google Trends : deseja acompanhar as últimas tendências? Precisa saber para onde os clientes vão depois que saem do site? Experimente o Google Trends.
  • Alertas do Google : configure alertas para que você saiba o que os clientes estão dizendo sobre sua concorrência. Configure um para você e obtenha acesso fácil às fofocas sobre o refrigerador de água em seus negócios.

Informações incompletas podem ser úteis

Mesmo informações incompletas são melhores do que nenhuma informação – então pegue o que puder encontrar.

Faça referência cruzada de suas fontes

O uso de várias fontes – especialmente se essas fontes diferentes mostrarem tendências semelhantes, tende a aumentar sua confiança nos dados.

Elementos importantes da marca

Em Criando sua identidade de marca, abordaremos o design de seus ativos de identidade de marca.

Porém, antes de criar seus ativos de design, você precisa entender os elementos básicos (elementos da marca) que criam sua identidade de marca.

Construir uma marca envolve uma combinação de pesquisa, entendimento e elementos importantes da marca.

Esses elementos básicos da identidade de marca incluem tipografia, paleta de cores, formas e formas e composição.

Como você escolhe os elementos de marca apropriados?

Aqui estão seis coisas que você deve considerar ao escolher os elementos da marca para sua empresa ou organização:

  1. Memorabilidade – Os elementos da marca que você escolher devem ser memoráveis ​​e atrair atenção, a fim de ajudar os clientes a lembrá-los e reconhecê-los.
  2. Significância – É importante que os elementos que você escolher comuniquem significativamente sua marca. Os elementos da marca devem fornecer aos consumidores informações sobre sua marca, serviço ou produto que promovam seu posicionamento e imagem.
  3. Probabilidade – Os clientes acham o elemento da marca atraente? É agradável, agradável e divertido? Você deseja elementos que deixem uma impressão positiva.
  4. Transferibilidade – O elemento funciona em todos os segmentos e mídias do mercado? Traduz bem entre fronteiras e idiomas geográficos? Evite elementos restritos a um meio específico (como dispositivos móveis ou impressos) ou que não sejam traduzidos corretamente nos idiomas e culturas de seus clientes.
  5. Adaptabilidade – Adaptabilidade tem a ver com flexibilidade e longevidade. Escolha elementos que possam resistir ao teste do tempo e à natureza inconstante das tendências e gostos. Sempre esteja disposto a mudar as coisas quando necessário.
  6. Proteção – Não importa o que você escolher, se você não puder protegê-la legal e competitivamente, estará com problemas antes de começar. Faça a devida diligência com antecedência e evite questões legais e de marcas registradas mais adiante.

Vamos analisar cada um dos blocos de construção da identidade da marca em detalhes.

Tipografia

1586864331 5365 Font 705665 1280

Os empresários e profissionais de marketing fazem muitas perguntas sobre tipografia, incluindo:

  • Qual é a melhor fonte para o logotipo da minha empresa?
  • Qual é a melhor fonte para documentos comerciais?
  • Qual é a melhor fonte para o meu site de pequenas empresas?
  • Que tipo de fonte é mais profissional?
  • Que fonte devo usar para cartões de visita?
  • Qual é a melhor fonte para usar nas cartas comerciais?
  • Qual fonte é mais agradável aos olhos?

A boa notícia é que você não precisa deixar a  tipografia  (a arte e a técnica de organizar o texto para tornar a escrita legível, legível e atraente) ao acaso.

Nem você deveria.

A tipografia afeta o modo como as pessoas percebem sua marca e suas mensagens.

Um estudo recente realizado pelo psicólogo do MIT Kevin Larson mostrou aos sujeitos dois layouts de impressão diferentes: um que foi projetado com tipografia ruim e outro que foi projetado com boa tipografia.

Larson descobriu que o documento com melhor escolha de fonte demorou menos tempo para ler e levou ao aumento do foco cognitivo e a um “forte senso de clareza”.

Fontes diferentes têm personalidades diferentes

As fontes têm um impacto psicológico nas pessoas.

Ao usar fontes para o seu negócio, escolha uma fonte com a “personalidade” certa.

A tipografia é uma maneira eficaz de transmitir mais do que apenas as palavras envolvidas na comunicação escrita. Ele mostra personalidade, representando visualmente o teor e o tom do que você está falando. Você pode achar que seu objetivo é melhor atendido usando uma fonte com uma personalidade vibrante em todo o site ou usando uma amálgama de tipos de letra sans e serif.

Diferentes estilos de fontes são usados ​​para diferentes fins, dependendo do tom e da estética que você está tentando criar.

Algumas pessoas estão familiarizadas com as fontes Serif e Sans Serif (você as viu mesmo que não saiba diferenciá-las).

Eles foram projetados para facilitar a leitura das palavras, o que torna a maioria das fontes Serif e Sans Serif uma boa opção para muitos tipos diferentes de negócios.

Também existem fontes que devem ser um pouco mais peculiares e dar uma declaração mais ousada – elas são mais adequadas para empresas de nicho com um público muito direcionado.

Então, como você sabe qual estilo de fonte funcionará melhor para o seu negócio?

Você está melhor com algo convencional, como Arial ou Helvetica?

Talvez você encontre um ajuste mais forte com uma escolha incomum como Kirsten ou Papyrus?

Qualquer que seja sua escolha de fonte, ela deve se alinhar às expectativas de seus clientes quando eles encontrarem sua marca.

O Laboratório de Pesquisa de Usabilidade de Software (SURL) da Universidade Estadual de Wichita realizou um estudo que examinou as características que as pessoas associam a fontes variadas.

As fontes tradicionais, incluindo Arial ou Times New Roman, foram categorizadas como “estáveis” e “maduras”, mas também foram consideradas “sem imaginação” e “conformistas”.

Por outro lado, fontes “jovens” e “casuais”, como a Comic Sans, também foram consideradas “felizes” e “casuais”.

Lembre-se de considerar esses sentimentos e percepções ao selecionar uma fonte para sua empresa para atrair melhor seu consumidor-alvo. E certifique-se de licenciar corretamente qualquer fonte que você usar.

Para saber mais sobre o licenciamento de fontes, leia A lei sobre fontes e tipos de letra: perguntas freqüentes .

Verifique se o tom visual faz sentido

As fontes podem ser sugestivas e provocar uma ampla gama de respostas das pessoas que as visualizam.

A emoção gerada pela escolha da fonte está diretamente ligada à forma das letras e à nossa resposta psicológica a essas formas.

A escolha de uma fonte que tenha associações com algo contrário ao que sua marca representa criará uma experiência confusa para os consumidores.

Você deseja escolher uma fonte que enfatize e apoie os sentimentos subjacentes dos clientes sobre o seu negócio – e evite uma que jogue tudo fora.

As fontes para um logotipo comercial, por exemplo, devem funcionar para serem tradicionais e limpas. Você precisa ter certeza de que qualquer coisa com sua fonte – cartas, e-mails, cartões de visita – reforça a mensagem de que você é um negócio confiável e credível.

Um café mais casual, por outro lado, deve evitar fontes excessivamente rígidas e hiper-limpas. A atmosfera de um café é tipicamente relaxada e confortável, e sua escolha da fonte deve refletir isso.

As quatro principais categorias de fontes

Existem quatro categorias principais de fontes:

  • Serifa – Letras com linhas curtas saindo das bordas. As fontes serif são consideradas formais e tradicionais e são adequadas para o design de impressão.
  • Sem serifa – Essas letras são criadas sem serifas. Eles são vistos como casuais e divertidos. Eles funcionam bem em projetos digitais.
  • Manuscrito – Qualquer coisa que imite a caligrafia é considerada uma fonte manuscrita. Fontes cursivas, por exemplo, são frequentemente usadas em convites formais.
  • Decorativo – são fontes informais totalmente originais. Essas fontes são interpretadas como peculiares, criativas e divertidas.

É importante ao escolher uma dessas categorias que o estilo escolhido funcione com a identidade que você está tentando criar para sua marca.

Se você não tiver certeza das fontes para o qual deseja trabalhar para o seu negócio, peça ao seu designer que crie várias fontes de estilo diferentes. Em seguida, execute um grupo de foco com suas escolhas favoritas! (A Planejador Web oferece aos clientes a capacidade de iniciar rapidamente grupos de foco públicos ou privados gratuitos em todos os projetos de design).

Dessa forma, você pode obter opiniões externas de amigos, colegas, sua mãe – qualquer pessoa cuja opinião você valorize – para saber como eles se sentem sobre cada um.

É uma ótima maneira de garantir que qualquer design que você escolher atinja o ponto ideal para seus clientes!

Exemplos de empresas que usam fontes Serif

Os tipos de letra serif estão associados à tradição e à estabilidade. Eles são sofisticados, clássicos e fáceis de ler.

Algumas fontes Serif clássicas incluem:

Stuart de Rozario, da Font Smith , escreve : “Os tipos de letra Serif são ótimos para marcas premium, pois transmitem elegância, prestígio, herança e autoridade”.

Descrevemos as fontes Serif da mesma forma:

As serifas dão uma âncora visual aos personagens, contribuindo para sua sensação sólida e tradicional. Eles também melhoram a legibilidade de grandes quantidades de texto, proporcionando uma impressão profissional e confiável.

Se você estiver projetando algo que incorpore um grande volume de texto, uma fonte com serifa geralmente é uma escolha inteligente.

Você ajudará a impedir que seus leitores se desgastem visualmente antes que eles possam terminar de absorver seu conteúdo.

A sensação formal das fontes Serif as torna excelentes opções para empresas estabelecidas e de prestígio, ou qualquer empresa que queira transmitir autoridade ou tradição.

1586864330 1979 Fontid Co Compress

1586864333 3116 Kuuc5hznuujx 650 80 Compress

1586864332 5403 7 17 At 7 12 35 Pm1 Compress

Exemplos de empresas que usam fontes Sans-Serif

As fontes sem serifas são nomeadas apropriadamente como sans-serif. Eles têm uma estética moderna e limpa e trazem estabilidade ao design.

Algumas opções de fonte Sans-Serif comumente usadas incluem:

Esse estilo de tipo desconstruiu as letras tradicionais e as modernizou em uma estética acessível e atraente.

As fontes sem serifa proporcionam uma experiência de leitura intuitiva e limpa, principalmente em formato digital.

Ao escolher uma fonte para o texto do corpo, o uso de uma fonte sem serifa fornece a melhor legibilidade e flexibilidade.

A maioria dos especialistas em tipografia  recomenda prontamente  fontes sem serifa para conteúdo on-line.

As fontes sem serifa evocam uma informalidade que funciona bem para blogs, sites pessoais e culturas comerciais casuais.

As empresas que usaram fontes Sans-Serif para seus logotipos com grande efeito incluem Skype, Medium, Target e Google.

1586864336 8199 Pinterest Logo Svg Compress

 

1586864336 4121 Porter Airlines 91 Compress

 

1586864333 6268 Io Canada Specimen2 Compress

Exemplos de empresas que usam fontes manuscritas

O uso do termo “manuscrito” é principalmente um termo descritivo, e não técnico, mas é claro o que esse estilo de fonte inclui.

Se for uma fonte que parece que alguém teve tempo para desenhá-la à mão, seja ela impressa em letras cursivas ou com texto em bloco, você está visualizando uma fonte manuscrita.

Se você está procurando exemplos de fontes manuscritas exclusivas e atraentes, confira:

As fontes manuscritas são ótimas quando você procura uma conexão pessoal com seu público, pois agrada uma marca com uma intimidade não encontrada em fontes mais tradicionais.

As fontes de script são ótimas para atrair um público que busca elegância – pense em convites de casamento – enquanto uma impressão rabiscada provavelmente atrairá uma multidão mais peculiar.

Quando você está pensando em usar um estilo de fonte manuscrita, precisa ter certeza de que está pensando no tipo de cliente que deseja atrair.

Instituições de caridade, creches, designers de roupas e qualquer setor que pretenda adicionar um toque personalizado a seus clientes fariam bem em considerar uma fonte manuscrita em seus esforços de marketing e marca.

1586864336 8247 Walt Disney Logo Compress

1586864337 4226 021326 Logo En Us2x Compress

Exemplos de empresas que usam fontes decorativas

As fontes decorativas são altamente estilizadas, geralmente criações personalizadas.

Eles são sugestivos e únicos e amplificam imediatamente a personalidade da sua marca com um toque extra.

Se você estiver interessado em ver algumas fontes decorativas extravagantes e divertidas, alguns exemplos que valem a pena conferir são:

As fontes decorativas funcionam muito bem para os designs de logotipo, em particular porque é fácil modificá-las para se ajustarem à vibração da sua marca. Você pode ajustá-los para transmitir uma personalidade divertida ou enfatizar um tipo de humor mais descontraído.

1586864337 1751 D02013 Game Logo Guitar Hero

 

1586864335 4850 Unknown

Ao incorporar fontes decorativas ao seu tema visual, tenha cuidado para que o tom da fonte esteja de acordo com o tom da sua empresa.

Essas criações prontas para uso carregam um grande peso emocional, portanto, certifique-se de ter muita clareza sobre como nossa escolha de fonte decorativa será interpretada pelos seus clientes.

Paleta de cores

1586864333 9937 Skitterphoto 2856 Default

A cor é frequentemente usada para nos convencer ou influenciar.

De acordo com um estudo que examinou o efeito da cor nas vendas, 92,6% das pessoas pesquisadas pelo CCI: Institute for Color Research disseram que a cor era o fator mais importante na compra de produtos.

Outro estudo mostrou que as pessoas fazem um julgamento subconsciente sobre uma pessoa, ambiente ou coisa em 90 segundos. Esse julgamento foi influenciado, em 62% -90% dos exemplos, apenas pela cor.

O modo como você usa as cores nos seus negócios pode ter um grande efeito na sua marca.

Leitura adicional:  18 Dicas de Marketing Digital para Neurologista

Vamos olhar mais de perto.

As qualidades da cor

Embora nossa percepção das cores e o que elas significam sejam subjetivas, existem algumas qualidades básicas que podemos aplicar em geral. Aqui estão algumas dessas qualidades:

  • Vermelho . Muitas vezes considerado excitante, chama a atenção, caloroso e conectado a amor, raiva, vida e conforto.
  • Amarelo . Visto como aventureiro, evocando felicidade, entusiasmo, juventude e viagens.
  • Verde . Obviamente, essa cor está ligada ao dinheiro, mas também é conhecida por sua conexão com equilíbrio, saúde, sustentabilidade e conhecimento.
  • Azul . A cor da honestidade, alta qualidade, competência, confiança, confiabilidade e integridade.
  • Rosa . Essa cor evoca amor, compaixão, romance, gentileza e sofisticação.
  • Roxo . Criatividade, realeza, mistério, respeito e brincadeira estão frequentemente ligados ao roxo (e violeta).
  • Castanho . Marrom é a cor do ar livre e pode ser visto como amigável, orgânico, natural, amigável e resistente.
  • Preto . Essa cor tem tudo a ver com sofisticação, inteligência, seriedade e despesa.
  • Branco . A antítese do preto é conhecida por sua ordem, inocência, pureza, limpeza, neutralidade e espaço.
  • Cinzento. Quando você precisar comunicar atemporalidade, neutralidade, refinamento, momento ou praticidade, convém usar cinza.

Também é importante ter em mente que a maneira como você mistura suas cores em um único design também tem implicações psicológicas para o seu público. Por exemplo:

  • Uma infinidade de cores brilhantes parece jovem, infantil ou cheia de energia.
  • Preto e branco é uma combinação clássica elegante que implica maturidade e sofisticação.
  • Os esquemas monocromáticos permitem que você adote cores mais vibrantes, mantendo uma sensação mais suave e mais unificada.
  • A combinação de neutros com uma cor de destaque permite que você aproveite a influência emocional de uma cor forte e brilhante sem as implicações infantis.

Escolha suas cores com sabedoria para provocar emoções apropriadas à marca. Suas opções de cores sempre devem incorporar a personalidade da marca.

A cultura e o contexto também podem influenciar como a cor é interpretada. Portanto, faça sua devida diligência e pesquise seu público para que você possa fazer as melhores escolhas com base em seus contextos específicos.

Escolhendo as cores certas para sua marca

Pesquisas mostram  que antecipar a reação do consumidor a uma cor e seu relacionamento com a sua marca é mais importante que a própria cor real.

Os clientes querem ver que uma cor “se encaixa” na sua marca.

Por exemplo, a cor rosa provavelmente não se encaixa com uma marca como Ford ou Harley Davidson, e o preto seria considerado errado para a Fisher-Price ou uma loja de alimentos naturais.

Outra pesquisa  confirma que há uma conexão entre as cores da marca de uma empresa e a percepção dos consumidores sobre a personalidade de uma empresa.

O principal argumento aqui é que é menos importante que cor você escolhe e mais importante que você escolha cores que realcem ou acentuem a personalidade que você deseja que sua marca e produto reflitam.

Formas e Formas

1586864337 4691 Pexels Photo 936801

Todos os logotipos – incluindo um ícone e texto, apenas um ícone ou mesmo apenas texto – têm uma forma.

E é importante considerar o que esse formato comunica sobre sua marca.

As formas se enquadram em três categorias principais – geométricas, abstratas / simbólicas e orgânicas. E todos eles vêm pré-embalados com suas próprias associações psicológicas.

Formas geométricas

1586864337 7457 Pexels Photo 534119

Formas geométricas de todos os tipos parecem artificiais. Quadrados matematicamente precisos, círculos perfeitos e triângulos isósceles não tendem a aparecer na natureza. Portanto, o uso dessas formas comunica um senso de ordem e poder.

Quadrados e retângulos transmitem estabilidade, confiabilidade, força, ordem e previsibilidade. Pense nos tijolos que são usados ​​para construir edifícios robustos e estáveis. Se você deseja que seu logotipo comunique força e confiabilidade, considere incorporar quadrados ou retângulos.

Foi exatamente isso que a IBM fez ao criar seu logotipo icônico. O nome completo da empresa, The International Business Machines Corporation, foi abreviado para IBM para criar uma marca visual minimalista mais poderosa .

 

::__IHACKLOG_REMOTE_IMAGE_AUTODOWN_BLOCK__::1

Círculos  são intermináveis. Portanto, eles podem ser a escolha certa para o seu logotipo, se você quiser que seus consumidores pensem em harmonia, unidade, eternidade ou atemporalidade. As curvas são consideradas femininas; e, como tal, os círculos comunicam suavidade, gentileza e feminilidade.

Triângulos são uma forma direcional. Como resultado, eles mudam de significado dependendo de como estão posicionados. Quando o lado direito para cima, os triângulos transmitem força, estabilidade e impulso para cima. Triângulos invertidos sugerem instabilidade ou momento descendente. E, triângulos apontando para o lado transmitem movimento e direção com base em onde o ponto do triângulo está voltado.

Formas abstratas ou simbólicas

1586864337 6598 Sunset Hands Love Woman

Símbolos são formas simplificadas que representam algo específico em uma cultura. E, como os símbolos têm significados comuns e claros, eles são amplamente utilizados como linguagem visual.

As pessoas viram essas imagens repetidas vezes, então é realmente importante ser inteligente e original na maneira como você as usa. É fácil para logotipos com símbolos parecer banal e sem originalidade.

Aqui estão alguns exemplos comuns de símbolos:

As estrelas  podem transmitir patriotismo, religião ou até show business e Hollywood, dependendo de como são usadas.

Corações  podem ser usados ​​para comunicar amor, relacionamentos e casamento; enquanto corações partidos representam rompimentos, divórcio e tristeza.

As setas sugerem uma direção, movimento e viagem. Eles são comumente usados ​​em empresas que enviam e entregam mercadorias (FedEx e Amazon, alguém?)

1586864337 7088 Fedex Amazon

Tenha muito cuidado ao usar esses e outros símbolos comuns em seu logotipo. Eles podem ser uma abreviação visual fácil de entender, mas também são tão comumente usados ​​que você corre o risco de parecer indistinto da concorrência.

Se o seu logotipo é muito “on-the-nose” e não original, você pode parecer não profissional; o que prejudicará a fé e a confiança de seus clientes em potencial nos seus negócios.

FedEx e Amazon são exemplos de logotipos que usam símbolos bem.

A seta no logotipo da FedEx é sutil e criada a partir do espaço negativo – é uma surpresa inesperada.

O logotipo da Amazon apresenta uma seta que cumpre o dever triplo, o que significa que uma embalagem está sendo entregue, sua gama de produtos (de “A” a “Z”) e o sorriso resultante do destinatário.

Formas orgânicas

1586864337 4125 Pexels Photo 207296

Formas irregulares e orgânicas estão abertas à sua criatividade.

As formas orgânicas incluem as formas de itens orgânicos reais que ocorrem na natureza (rochas, folhas, casca de árvore, ameba, ondulações de água etc.). Essa categoria também abrange qualquer forma não simbólica irregular, mesmo que não seja inspirada pela natureza.

Professor Sunday Moulton, Ph.D. explica :

As formas orgânicas são definidas por não serem reguladas por padrões ou dimensões exatas em seus ângulos, curvas ou comprimentos de linhas. De fato, são exatamente como as formas que encontramos na natureza com toda a aleatoriedade e liberdade que você pode ver em uma formação rochosa, um galho de árvore ou uma folha mastigada por um inseto.

Ao utilizar formas orgânicas, lembre-se destas diretrizes:

  1. Formas naturais como folhas, gramíneas, representações de água e árvores tendem a ter um efeito calmante sobre o espectador. É por isso que eles tendem a aparecer em logotipos para spas e empresas médicas holísticas.
  2. Formas com ângulos irregulares podem criar sentimentos de ansiedade para os espectadores, enquanto formas com curvas suaves farão com que se sintam mais relaxadas.
  3. Formas que não se parecem com nada reconhecível estão abertas à interpretação do espectador. Isso significa que você precisará trabalhar mais para comunicar uma mensagem específica por meio de outros elementos de design e opções de marca.

A psicologia das linhas no design de logotipos

1586864338 4582 K Colorful Art Flowers 68604

Linhas aparecem em todos os lugares.

Linhas dividem espaço. Eles criam definição e forma. Eles comunicam direção. As linhas nos dizem onde ficar e onde dirigir.

Mas, além de sua função prática, eles também podem se comunicar muito esteticamente.

Vamos ver como as linhas podem ter um impacto psicológico no design do logotipo.

Linhas finas vs grossas

Linhas finas são delicadas e podem parecer frágeis. Eles comunicam elegância e feminilidade. Eles também podem implicar fragilidade, fraqueza ou flexibilidade.

Como alternativa, linhas grossas sugerem força e rigidez. Eles parecem mais tradicionalmente masculinos do que linhas finas. Linhas grossas e em negrito são usadas para chamar a atenção e criar ênfase onde elas aparecem.

Linhas retas vs curvas

1586864337 9352 Pexels Photo 1040837

Linhas retas implicam ordem, estrutura e previsibilidade. Eles também podem ser percebidos como rígidos ou severos. Linhas retas são a melhor opção para sublinhar o texto para chamar a atenção do espectador e, ao mesmo tempo, permitir que o texto seja a estrela.

As linhas curvas , por outro lado, oferecem mais energia e dinamismo. As linhas curvas são visivelmente flexíveis e podem comunicar agilidade e reatividade. Se você deseja transmitir graça e fluidez, as linhas curvas são uma ótima opção.

Quanto mais forte a curva, maior a energia que a linha comunicará. Curvas mais suaves são mais calmantes de se olhar.

Linhas horizontais x verticais x linhas diagonais

A posição da sua linha no espaço afeta o efeito psicológico que a linha cria.

Linhas horizontais correm paralelas ao horizonte. Como resultado, eles contêm a menor energia visual de todas as posições da linha.

Diferentemente das linhas verticais ou diagonais, elas parecem que a gravidade já agiu sobre elas e não há lugar para elas caírem. Isso significa que horizontal é a posição da linha mais tranquila e estável. Eles se sentem confortáveis ​​e seguros.

As linhas horizontais ajudam a enfatizar a largura, podem ser usadas para indicar a terra ou o solo ou para indicar movimento lateral.

Linhas verticais correm perpendicularmente ao horizonte. Eles parecem se erguer diretamente da terra, enchendo-os com a energia visual potencial para tombar ou cair.

Linhas verticais atraem os olhos para cima. E, como tal, são frequentemente usados ​​na iconografia religiosa para chamar a atenção para o céu.

As linhas verticais mais grossas são percebidas como tendo mais estabilidade (e mais calmantes) do que as linhas verticais finas, que parecem mais frágeis e instáveis.

A verticalidade também pode ser usada para transmitir dignidade ou confiabilidade.

1586864337 1513 Pexels Photo 276223

As linhas diagonais podem ser posicionadas em qualquer lugar entre horizontal e vertical. Isso os torna muito expressivos e os menos estáveis ​​de todas as posições da linha.

Quanto mais alto o topo da linha, maior a distância da linha. Isso se traduz em mais energia visual potencial. Você provocará mais tensão no seu visualizador, quanto maior o ângulo que criar do horizonte.

Linhas diagonais sugerem movimento e ação. Eles são mais casuais e divertidos do que as linhas verticais ou horizontais porque resistem a ser perfurados em qualquer posição de repouso.

Linhas suaves vs irregulares vs linhas irregulares

Linhas suaves são limpas, calmantes e repousantes. Dependendo do contexto, eles podem transmitir confiança, fluidez ou facilidade.

Linhas irregulares e em zigue-zague são preenchidas com tensão. Essas linhas dinâmicas mudam de direção rapidamente, comunicam movimentos irregulares e irregularidades. Eles podem sugerir excitação ou ansiedade, confusão ou perigo.

Linhas irregulares que não são completamente lisas nem irregulares parecem desenhadas à mão e naturais. Eles parecem casuais e podem criar ênfase e foco colocando um peso adicional nos locais onde você deseja chamar a atenção.

Linhas irregulares podem transmitir diversão, confiança, timidez ou hesitação com base em como elas são desenhadas.

As linhas são ferramentas incrivelmente expressivas, com grande potencial para incorporar emoções. Você pode combinar a maioria dos fatores descritos acima para criar linhas com grande individualidade.

Ao projetar um logotipo, escolha o estilo da linha que melhor suporta a marca que o logotipo representará.

Composição

1586864339 4620 Pexels Photo 562842

Tipografia, cores, formas, formas e linhas são os blocos de construção para um ótimo design de logotipo.

Mas não esqueça que a forma como você compõe esses elementos também afeta a maneira como o logotipo é percebido e a mensagem que ele envia.

Aqui estão algumas considerações importantes a serem consideradas ao compor um design de logotipo:

  • Tamanho denota importância. Quanto maior o objeto, mais foco ele atrai e mais importante parece.
  • O público ocidental lê da esquerda para a direita. Portanto, as coisas que aparecem no lado esquerdo do logotipo serão vistas primeiro e percebidas como as mais importantes.
  • Itens com espaçamento fraco, cercados por espaço negativo, parecem mais tranqüilos do que itens com espaçamento estreito. Se você optar por enfatizar o espaço negativo, tome cuidado para não deixar muito ou o logotipo poderá não ter coerência.
  • Um posicionamento disperso ou irregular sugere brincadeira, caos ou rebelião; enquanto ordenadamente, arranjos simétricos comunicam formalidade, estabilidade e conformidade.
  • Organizar os itens em camadas cria relações visuais; portanto, lembre-se de como você combina formas e linhas.

Símbolos

1586864339 1084 Bathroom Conceptual 1722196

Os símbolos são uma das formas mais antigas de comunicação escrita.

Das paredes das cavernas aos hieróglifos e à palavra impressa como a conhecemos hoje, os símbolos são uma maneira poderosa de comunicar conceitos rapidamente.

A capacidade dos símbolos de transmitir informações, cultura e identidade os tornou uma parte inestimável da nossa linguagem visual compartilhada. Isso é verdade não apenas na cultura popular, mas também quando se trata de negócios.

Vivemos em um mundo onde pessoas e empresas são reconhecidas mais pelo que representam do que por quem são. Isso faz dos símbolos uma maneira poderosa e eficaz de se comunicar.

Os símbolos podem ajudar os clientes a entender sua marca. Como escrevemos ,

Você pode se comunicar muito – e fazê-lo de forma eficiente e eficaz – se entender sua marca e fazer escolhas informadas e ponderadas sobre fontes, formas, linhas, cores e composição.

Logotipos, cores, gráficos e texto são usados ​​ao longo de nossa vida cotidiana como símbolos para comunicar um significado profundo, geralmente no nível subconsciente.

Pense nesse efeito quando vir um octógono vermelho ou um X em um mapa. Esses símbolos nos falam em um nível quase primitivo.

À medida que as pessoas interagem com um símbolo, ele se torna cheio de significado.

Quando você vê uma pessoa vestindo jaleco e estetoscópio, provavelmente pensa que ela é médica. O jaleco branco e o estetoscópio são símbolos da profissão médica.

É esse reconhecimento e a rapidez com que eles podem comunicar uma ideia ou conceito que os torna tão poderosos.

1586864339 9053 Pexels Photo 607812

Como os símbolos influenciam a marca

As empresas usam logotipos como símbolos para sua identidade de marca.

O logotipo da sua empresa é a figura visual da sua marca. É importante acertar.

Quer todos os detalhes de um logotipo sejam intencionais ou não, todos os detalhes influenciarão as pessoas que o veem.

Nada deve ser arbitrário.

É do seu interesse garantir que todas as opções de design de logotipo sejam intencionais e comuniquem a mensagem que você deseja transmitir.

Opções de design sem pensar levam a logotipos enganosos ou confusos. Ou, pior ainda, logotipos que não dizem nada.

Os símbolos são uma abreviação visual que as empresas podem usar para imbuir sua identidade de marca com um significado mais profundo.

Os símbolos criam conexões entre sua empresa e as idéias que você deseja que as pessoas associem à sua empresa. Como David Asker escreveu em Managing Brand Equity :

Quando é difícil diferenciar produtos e serviços, um símbolo pode ser o elemento central do valor da marca, a chave para diferenciar as características da marca. O símbolo por si só pode criar consciência, associações e sentimentos ou gostos que, por sua vez, podem afetar a lealdade e a qualidade percebida. ”

O uso cuidadoso de um símbolo na identidade da sua marca pode ter um efeito sutil ou poderoso (ou ambos!).

Tudo se resume ao que você quer que sua marca defenda e ao que você quer dizer.

Exemplos de símbolos

Os símbolos estão em toda parte – você pode encontrá-los em placas de rua, produtos alimentícios, equipes esportivas e até na etiqueta de instruções de lavagem dentro de sua camiseta favorita.

Não sabe qual usar para o seu negócio? Reunimos uma lista dos mais comuns (e seus possíveis significados) aqui.

Rosa

Além de amor e romance, as rosas também podem representar apreço, amizade, paixão e muito mais. Aqui, a cor da rosa é tão importante quanto a própria flor. As rosas experimentaram um ressurgimento da popularidade ; o símbolo surgiu na vanguarda de muitos designs modernos.

Fogo

1586864338 4121 DownloadO fogo evoca pensamentos de raiva, paixão e destruição. Também pode significar renascimento (como no mito da Fênix). O fogo também pode transmitir uma chama – de energia, velocidade e paixão ardente e brilhante. Não procure mais, o icônico Firefox , o logotipo da Mozilla que comunica uma marca dedicada à velocidade e durabilidade.

Leão

O “rei da selva” carrega consigo autoridade, força, realeza e firmeza. O poder e a força que um leão comunica o tornam uma escolha ideal para qualquer empresa que queira demonstrar uma posição respeitável e forte em seu mercado.

Lobo

O lobo é freqüentemente usado para mostrar independência, liberdade, natureza, força e tutela. Os logotipos que usam um lobo em seu design demonstram ferocidade, agilidade e inteligência que funcionam especialmente bem para logotipos relacionados a esportes.

Triângulo

O triângulo está conectado a idéias como estabilidade, poder, harmonia, saúde da mulher e iluminação. Com uma forma dinâmica, o triângulo transmite foco, equilíbrio e inovação. Quando mostrado orientado para baixo, a estabilidade e a força ficam claras. No entanto, quando mostrado em ângulo, transmite uma sensação espontânea e energizada.

Círculo

1586864339 4525 Oid Browser Business 1482061Os círculos podem evocar os conceitos de totalidade, completude, infinito, ciclos e também representar o eu. O sentimento cíclico e inclusivo que um círculo empresta a uma empresa é um símbolo eficaz para muitas empresas – o Google Chrome o usa especialmente para obter grandes resultados.

Dragão

Os dragões são especialmente reverenciados na cultura asiática e costumam ser usados ​​para representar força, sabedoria, boa sorte e potência. Os dragões são comumente usados ​​em empresas que procuram transmitir um poder quase místico, uma sabedoria sobrenatural e uma ferocidade que é intuitivamente entendida por todos os espectadores.

Árvore

As árvores são um símbolo comum para a vida e o exterior. Eles também podem significar fertilidade, boa saúde e calma. Por um motivo, é um símbolo de design popular e pode ser encontrado em muitas empresas que procuram enfatizar seus produtos e serviços orientados para a natureza.

Setas; flechas

1586864339 4553 Fedex LogoSetas podem significar direção, velocidade, progresso. Eles também podem apontar que algo é importante. Eles reforçam a ideia de movimento e são ótimos para fornecer serviços convenientes – como o icônico logotipo de espaço negativo da FedEx (observe a seta branca entre os E e x).

Sol

O sol é um símbolo poderoso da vida, poder, glória e energia. O calor e a intensidade que a imagem do sol comunica ao espectador cria uma impressão duradoura de calor, resistência e energia ilimitada. As empresas com foco em resistência, eternidade e prosperidade são rápidas em incorporar o sol em seus designs de logotipo.

Lua

A lua representa o ritmo do tempo, paz, feminilidade, eternidade e iluminação. A lua pode ser usada por uma empresa que procura demonstrar um relacionamento contínuo com seus clientes. A P&G usa notavelmente uma lua crescente para refletir sua devoção constante a seus clientes durante todas as fases de seus dias, semanas e vidas.

Bandeira

Os sinalizadores podem ter muitos significados diferentes, dependendo do contexto e de que cor são. Bandeiras brancas podem significar rendição ou paz, vermelho pode significar aviso, atenção ou cautela e o azul geralmente simboliza liberdade. O uso de uma bandeira em um design pode, portanto, representar vários significados – tenha cuidado para que sua escolha de cor não envie uma mensagem potencialmente conflitante sobre sua marca.

Coruja

Corujas são sinônimos de sabedoria, discernimento, noite, graça, mistério e aprendizado. As instituições de educação e alfabetização adotam rapidamente a coruja em suas organizações. A coruja sábia é famosa pelo logotipo da Wise Foods – uma decisão ousada de inspirar confiança nos hábitos de lanches dos consumidores.

Água

1586864341 9638 228 MainA água pode representar vida, limpeza, criação e pureza. A limpeza e a saúde da água transmitida são poderosas e podem ser usadas de várias formas: gotas de água, ondas e chuveiros de chuva são comumente usados ​​em empresas que buscam demonstrar valores ambientais, calmantes ou de limpeza da marca. O método incorpora o formato da gota de água diretamente em sua embalagem para maior impacto.

Nuvens

As nuvens são comumente usadas por empresas de clima / clima, mas recentemente também se tornaram um símbolo importante do armazenamento online. Qualquer empresa que use imagens em nuvem deve considerar seu mercado específico. O uso de uma representação menos literal é eficaz em negócios com orientação tecnológica. Uma abordagem mais detalhada seria apropriada para uma empresa que lida com clima, clima ou outras associações tradicionais.

Coração

Os corações são uma maneira direta de demonstrar amor, romance e entusiasmo – o setor de varejo, em particular, usa corações em embalagens de produtos , gráficos de embalagens e design de produtos com grande efeito (especialmente no Dia dos Namorados). Outras empresas focadas em saúde, vitalidade e bem-estar emocional também usam o símbolo com grande efeito. Os corações são um símbolo versátil e são uma escolha cada vez mais popular para uma ampla gama de empresas.

Dicas para usar símbolos em logotipos e identidades de marca

Existem algumas considerações importantes se você deseja incorporar símbolos à sua identidade de marca.

Como os símbolos geralmente são carregados de significado, o uso e a forma como podem ser interpretados devem ser ponderados em relação às suas metas de marca.

Aqui estão algumas coisas para manter na mente.

Conte uma história

Nem todos os símbolos são iguais! É crucial que você faça sua pesquisa para garantir que quaisquer símbolos que você escolher sejam claros e concisos, e adicione à narrativa que é sua marca.

Não escolha apenas com base na beleza visual ou estética. Conte uma história.

1586864340 8879 W Blur Depth Of Field 134065

Pense internacionalmente

Símbolos podem significar coisas diferentes em diferentes culturas e países.

Por exemplo, a águia americana pode ser um símbolo dos Estados Unidos da América para a maioria, mas para os nativos americanos, é um símbolo da natureza e um mensageiro do Criador.

As cores são outro bom exemplo de um símbolo que pode ter muitos significados. Como escrevemos em nossa análise do que as cores dizem sobre sua pequena empresa:

A cultura e o contexto também podem influenciar a maneira como uma cor é interpretada. Portanto, faça sua devida diligência e pesquise seu público para que você possa fazer as melhores escolhas com base em seus contextos específicos.

Fazer alguma diligência antes de escolher um símbolo é especialmente importante se você administra um negócio internacional.

Evite conflito

A escolha de vários símbolos para sua marca pode ter suas armadilhas. Você não deseja escolher símbolos que tenham idéias conflitantes ou inesperadas.

Os símbolos podem ser combinados de maneiras muito poderosas, mas a pesquisa é novamente sua melhor proteção contra combinações infelizes.

Por fim, você deseja que sua marca tenha uma mensagem unificada, e quaisquer símbolos que você escolher devem ajudar e não impedir isso.

Seja intencional

Logotipos de sucesso têm um significado por trás deles.

Esses logotipos poderosos causam um impacto duradouro porque comunicam a mensagem da sua marca de maneira atraente e eficaz.

Um símbolo usado com cuidado fornece ao seu logotipo o poderoso impacto que sua marca precisa para se destacar no mercado.

Escolha um ou dois símbolos que forneçam uma forte conexão com os valores, missão e personalidade da sua marca. Se você não for cuidadoso e considerado na escolha de um símbolo para o seu logotipo, corre o risco de enviar mensagens confusas, contraditórias ou até negativas aos seus clientes.

Seja intencional com o símbolo que você escolher e que ele claramente apóie a personalidade da marca que você está apresentando.

Se você está procurando maneiras de conectar sua mensagem de marca em um nível mais profundo com seus consumidores, os símbolos podem ser exatamente o que você estava procurando.

Criando sua identidade de marca

Depois de desenvolver sua estratégia de marca , entender sua marca, clientes, concorrentes e sua proposta de venda exclusiva e entender como os elementos da marca ajudam a definir sua marca , é hora de trabalhar com um designer para desenvolver os elementos criativos que darão vida à sua marca . identidade da marca.

Elementos criativos são a aparência, a sensação e a voz da sua marca. Você os comunicará de forma consistente em todos os canais de marketing e é extremamente importante acertá-los.

Os principais elementos criativos da sua marca incluem:

Nome da empresa

Um nome comercial forte cria uma primeira impressão valiosa para seus clientes e possíveis clientes. É um atalho para transmitir o que é significativo sobre a sua marca e o que a diferencia da concorrência.

O nome da sua empresa deve transmitir claramente a identidade pública que você deseja que sua empresa apresente.

Não sabe por onde começar?

Pense seriamente sobre quais são os principais objetivos, valores e propósitos da sua marca.

Como você acabou de definir a personalidade da sua marca, tente criar nomes que suportem os elementos mais importantes.

Ao nomear uma empresa, você deve ter certeza de que seu nome representa sua marca completa e autêntica.

ME DIGA MAIS!

Quando você deve renomear sua empresa?

Embora seja altamente desaconselhável alterar o nome da sua empresa apenas porque você deseja algo novo, há momentos em que é do interesse da sua empresa mergulhar.

Tagline do negócio

Criar um ótimo nome para sua empresa pode ser desafiador e demorado. Criar um slogan comercial memorável pode ser ainda mais desafiador.

Seu slogan deve ser único, simples, conciso e atemporal.

Como você pode criar um ótimo slogan?

Aqui estão 10 dicas que ajudarão você a criar um slogan memorável para sua empresa.

Logotipo

Um logotipo bem projetado é um componente crítico de qualquer experiência de marca bem executada.

Mas o que cria um logotipo bem projetado?

Como explicamos anteriormente:

Na sua forma mais básica, um logotipo é uma pequena obra de arte simbólica que representa um negócio. Mas, cavamos um pouco mais fundo do que isso. Quando você anula todas as tendências de design e fontes sofisticadas, em sua essência, um logotipo deve:

1- Incorporar sua marca.
2- Seja instantaneamente reconhecível.
3- Seja versátil.
4- Seja atemporal.

Tudo o resto é opcional.

De fato, darei um passo adiante. Todas as opções de design em seu logotipo devem existir apenas para servir e fortalecer os quatro itens listados acima. E, se você atender a esses quatro requisitos, muitos outros itens obrigatórios de logotipo comumente citados, como simplicidade e memorização, seguem-se naturalmente.

Precisa de um logotipo memorável para o seu negócio?

Este guia de pequenas empresas para criar um logotipo perfeito abrange todos os detalhes importantes e compartilha alguns exemplos úteis.

Local na rede Internet

O site da sua empresa geralmente é o primeiro lugar que os clientes em potencial visitam para aprender sobre sua empresa.

E enquanto muitas coisas diferentes influenciam as decisões de compra das pessoas, há um único fator comum que impulsiona quase todas as decisões de compra: o cliente pode confiar nos seus negócios?

75% dos consumidores julgam a credibilidade e a confiabilidade de seus negócios apenas a partir do design do seu site.

Um web design forte e moderno é vital para a reputação da sua marca, seus resultados e seu futuro.

ME DIGA MAIS!

Precisa de um ótimo site de negócios?

Aqui está uma ótima visão de 16 fatores cruciais de design de sites que podem ajudar sua pequena empresa ou startup a aumentar clientes e lucros.

Cartões de negócios

Os cartões de visita são lembretes tangíveis da sua empresa (e do fato de que você precisa estar lá para distribuí-los) e não pode ser derrotado por memorização.

Os cartões de visita também são uma maneira barata e eficaz de garantir que as pessoas tenham informações de contato precisas.

Mais importante, eles servem como um lembrete físico de que você conheceu alguém. Isso pode se tornar um gatilho para a reflexão e, muitas vezes, leva a mais negócios ou a uma conexão renovada.

Ou eles podem criar uma má impressão.

Ramon Ray, um experiente evangelista de pequenas empresas, explica:

Converso com dezenas de milhares de pequenos empresários todos os anos nos EUA e no mundo. Se eu receber um cartão de visita com comida e parecer que acabou de sair de uma copiadora, fico decepcionado. Mas quando você pega um que simplesmente aparece e balança, significa alguma coisa e eu me lembro.

ME DIGA MAIS!

Deseja impressionar com cartões de visita exclusivos?

Aqui está tudo o que você precisa saber para desgin um cartão que é notado.

Embalagem do produto e gráficos da embalagem

Se você produz produtos físicos, verifique se a embalagem do produto reflete sua marca.

Com milhares de produtos nas prateleiras das lojas, um bom design de embalagem do produto  (a embalagem do seu produto) e um design gráfico da embalagem  (os gráficos / conteúdo na embalagem do produto) são essenciais para o sucesso da sua empresa.

A embalagem do seu produto deve falar alto e claro para o seu produto quando você não pode estar lá para fazer você mesmo.

ME DIGA MAIS!

Precisa de embalagens de produtos atraentes?

Aqui estão quatro dicas de design baseadas em psicologia para embalagens de produtos atraentes.

Ilustração

Empresas inteligentes aproveitam ilustrações personalizadas como parte de sua identidade de marca.

As ilustrações são tipicamente gráficos divertidos que podem ajudar sua empresa a parecer amigável e comunicar uma mensagem de maneira mais orgânica.

As ilustrações podem convencer, informar e influenciar seus clientes e prospects. Eles podem aprimorar as mensagens da sua marca e ajudar sua empresa a expressar emoções.

Certifique-se, no entanto, de que as ilustrações usadas se complementam. Não use estilos conflitantes e não ilustre demais.

Considere como você usará a ilustração com os outros elementos visuais da identidade da sua marca.

Como a ilustração personalizada pode ajudar sua empresa?

As ilustrações podem convencer, informar e influenciar seus clientes e prospects. Eles podem aprimorar as mensagens da sua marca e ajudar sua empresa a expressar emoções. Aqui estão algumas maneiras pelas quais as empresas inteligentes usam a ilustração para impulsionar seu marketing.

Design de email

As primeiras impressões são importantes. E, na era digital, costumamos fazer nossas primeiras impressões por e-mail.

Por exemplo, um email de boas-vindas é a primeira troca entre sua empresa e um novo cliente ou possível cliente.

Ele define o tom para futuras comunicações, incentiva as pessoas a olhar mais de perto os produtos ou serviços da sua empresa e fornece informações úteis.

Os e-mails de boas-vindas têm as maiores taxas de abertura de todos os e-mails promocionais – 57,8% a 14,4% ! Também é relatado que eles geram 320% mais receita que os e-mails promocionais padrão.

Precisa melhorar o seu jogo de email marketing?

Aqui está como você pode otimizar suas mensagens de boas-vindas para ajudar sua empresa a causar uma boa impressão e preparar o terreno para um relacionamento duradouro e lucrativo com seus clientes e possíveis clientes.

Conclusão

Uma forte identidade de marca pode significar a diferença entre sua empresa ter sucesso além dos seus sonhos mais loucos ou falhar miseravelmente.

A boa notícia é que, se você obtém sucesso ou não, está em suas mãos.

Você está pronto para começar?

Artigos relacionados:

Esse artigo te ajudou? Vote 5 estrelas e apareça nos comentários! =)