Como Fazer Marketing Digital para Pequenas Empresas 32 Dicas

Marketing Digital Para Pequenas Empresas
Tempo de leitura estimado: 24 minutos

Esteja você no processo de lançar um novo negócio ou já tenha um, ter uma forte presença online e fazer marketing digital para pequenas empresas para sua marca é extremamente importante.

Na verdade, 97% das pessoas aprendem sobre empresas locais online mais do que em qualquer outro lugar.

Proprietários de pequenas empresas que procuram uma maneira de rastrear o ROI e o reconhecimento da marca precisam de marketing digital. O marketing digital não é apenas essencial para promover seus produtos ou serviços, mas otimizar seus ativos online também é fundamental para o sucesso geral de seu negócio.

Para as empresas locais, é igualmente importante ter informações essenciais e atualizadas prontamente disponíveis para clientes em potencial.

Se você é proprietário de uma pequena empresa com pouca experiência em marketing online, tudo isso pode soar como uma língua estrangeira para você. Não tenha medo – veremos o que todas essas palavras significam e por que você deve se preocupar com elas!

Nesta postagem, vamos ajudá-lo a construir e otimizar sua estratégia de marketing usando o inbound de marketing, preparando-o para atrair novos clientes e, por fim, expandir seus negócios.

Marketing Digital para pequenas empresas

Esteja você lutando com o orçamento, as restrições de tempo causadas por ter uma equipe menor, ou mesmo a falta de direção, um plano de marketing apropriado para sua empresa pode fornecer orientação conforme você escala.

Como o marketing digital pode ajudar minha pequena empresa?

Já se foi o tempo em que se dependia exclusivamente de anúncios impressos, remessas de cupons ou outdoors para alcançar novos clientes. Hoje, a nova fronteira do marketing é quase totalmente digital.

Os consumidores passam mais tempo do que nunca pesquisando respostas no Google, brincando em seus smartphones e postando em mídias sociais. Isso representa a oportunidade perfeita para pequenas empresas investirem em marketing digital, permitindo que você alcance seu público-alvo onde ele já está.

O marketing digital permite que você:

  • Segmente seu público ideal por menos dinheiro do que os métodos tradicionais de marketing.
  • Alcance um público global, em grande escala.
  • Rastreie as respostas e avalie o sucesso de seus esforços de marketing.
  • Ajuste sua estratégia e tática de forma rápida e fácil.

Nesta postagem, exploraremos cinco estratégias diferentes de marketing digital, quanto você deve gastar em marketing digital e muito mais. Vamos mergulhar.

Como o marketing digital pode ajudar minha pequena empresa?

Já se foi o tempo em que se dependia exclusivamente de anúncios impressos, remessas de cupons ou outdoors para alcançar novos clientes. Hoje, a nova fronteira do marketing é quase totalmente digital.

Os consumidores passam mais tempo do que nunca pesquisando respostas no Google, brincando em seus smartphones e postando em mídias sociais. Isso representa a oportunidade perfeita para pequenas empresas investirem em marketing digital, permitindo que você alcance seu público-alvo onde ele já está.

O marketing digital permite que você:

  • Segmente seu público ideal por menos dinheiro do que os métodos tradicionais de marketing.
  • Alcance um público global, em grande escala.
  • Rastreie as respostas e avalie o sucesso de seus esforços de marketing.
  • Ajuste sua estratégia e tática de forma rápida e fácil.

Nesta postagem, exploraremos cinco estratégias diferentes de marketing digital, quanto você deve gastar em marketing digital e muito mais. Vamos mergulhar.

Orçamento de marketing digital para pequenas empresa

De acordo com relatórios como o Forrester Research e da eMarketer, empresas já consolidadas no mercado devem investir de 6 a 12% do faturamento em marketing digital.

Enquanto isso, empresas menos conhecidas devem se preparar para um investimento um pouco maior: de 12% a 20% do faturamento.

Sobre os dados atuais de quanto uma empresa deve investir em marketing digital é identificado que empresas B2B investem cerca de 8% de seu faturamento. Enquanto empresas B2C alocam 9,2% no setor.

Com esses dados fica mais fácil responder a pergunta: quanto uma empresa deve investir em marketing, não é mesmo?

Saber o que está sendo praticado ajuda você a criar uma média própria, baseada em dados reais.

O cálculo de um orçamento de marketing digital será diferente para cada empresa e se baseia em uma variedade de fatores exclusivos, como receita, metas e recursos.

Aqui estão três maneiras de determinar seu orçamento de marketing digital:

  1. Observe o valor da vida útil do cliente: o valor da vida útil do cliente (CLV) representa o lucro líquido total que sua empresa obterá de qualquer cliente. Identificar esse número pode ajudá-lo a determinar quanto dinheiro você deve gastar na aquisição de novos clientes ou no incentivo à repetição de negócios por meio de atividades de marketing. Por exemplo, digamos que seu CLV seja R$ 150. Isso significa que você gostaria de gastar menos de R$ 150 para adquirir novos clientes, a fim de permanecer lucrativo. A maneira mais fácil de calcular o CLV é dividir sua receita total pelo número total de clientes.
  2. Considere seus objetivos: O que você deseja alcançar com o marketing digital? Dependendo do grau de agressividade de suas metas, pode ser necessário aumentar seu orçamento. Por exemplo, aumentar o engajamento nas redes sociais é mais barato do que adquirir novos clientes. Compare seus objetivos com os canais de marketing disponíveis para calcular o custo.
  3. Consulte os benchmarks do setor: Descubra quanto outras empresas do seu setor estão gastando. Você pode pesquisar relatórios de marketing digital online para obter alguns dados de referência, conversar com agências de marketing digital para obter algum contexto ou participar de eventos de networking para se conectar com outros profissionais de marketing em seu setor.

Como divulgar pequena empresa no Facebook

Dois milhões de  pequenas e médias empresas anunciam no Facebook; é uma forma econômica e eficaz de comercializar para praticamente qualquer público.

Como Divulgar Pequena Empresa No Facebook

Os anúncios do Facebook se destacam na segmentação avançada. Eles permitem que você atinja um público específico com base na localização, interesses, idade, sexo, comportamento online e muitos outros fatores.

Criar anúncios no Facebook é muito fácil. Você só precisa de um título sólido, um pouco de cópia descritiva, uma imagem e um link.

O Gerenciador de anúncios do Facebook também torna bastante simples executar e testar vários conjuntos de anúncios, permitindo que você aprimore uma fórmula vencedora e alcance a lucratividade sem precisar de conhecimentos técnicos avançados.

Dito isso, muitos novos usuários têm muita dificuldade em obter sucesso com suas campanhas iniciais. Requer alguma persistência, mas do lado positivo, a popularidade do Facebook produziu inúmeras ferramentas de terceiros que podem ajudá-lo a ter sucesso.

Se você dirige um negócio que tem um forte componente visual, pode valer a pena experimentar anunciar no Instagram. Como uma subsidiária do Facebook, os Anúncios do Instagram se beneficiam da mesma base de dados e opções de segmentação, enquanto permitem que você se conecte com um público mais preparado para vendas visuais.

Google Meu Negócio para pequenas empresas

Classificar sua  listagem do Google Meu Negócio (GMB) é uma das coisas mais poderosas que você pode fazer por sua empresa.

Na verdade, se você dirige uma empresa local voltada para clientes locais, ouso dizer que é A estratégia mais poderosa disponível para você.

Por exemplo, se alguém pesquisar um “empreiteiro de Portland”, verá o seguinte:

Google Meu Negocio Para Pequenas Empresas 1

O que você está vendo aqui é um anúncio pago, seguido por TRÊS listagens do Google Meu Negócio antes mesmo de vermos os resultados de pesquisa orgânica normais. Se você puder classificar sua lista do GMB entre os 3 principais, poderá obter um grande número de leads altamente qualificados dia após dia, sem precisar gastar um centavo em anúncios.

O Google Meu Negócio combina todas as suas diferentes plataformas do Google em um local central, que inclui seu perfil do Google+, perfil do Google Maps, seus comentários do Google, acesso a dados no Google Analytics e Google Insights e muito mais.

O GMB dá imediatamente credibilidade e visibilidade ao seu negócio e, como eu disse antes, se você dirige um negócio local, ele deve ser o número 1 em sua lista de prioridades.

E o melhor de tudo, classificar sua listagem no GMB não é tão difícil. Ele simplesmente requer que você otimize seu perfil e, em seguida, colete comentários e citações.

Como divulgar pequena empresa no Google

Agência Planejador Web possui mais de 30 profissionais de marketing, está há 9 anos no mercado atendendo mais de 5 mil empresas. Montamos equipe de 3 a 7 profiisionais para executar mensalmente o marketing digital da sua empresa. agência de mídias sociais e anunciar no Google a partir de R$590/mês, Criação de sites a partir de R$990. Confira agora nossos Planos e preços clicando aqui.

Existem mais de 40.000 consultas de pesquisa no Google a cada segundo. Nenhum outro método de publicidade tem o potencial de colocar seu negócio diante de tantos pares de olhos.

Como Divulgar Pequena Empresa No Google

O Google Adwords é uma espécie de padrinho dos canais de marketing online. Já existe há muito tempo. É competitivo. É caro. E se você sabe o que está fazendo, pode funcionar muito, muito bem para você.

Apesar de ser um canal pago, o objetivo do Google Ads ainda é fornecer resultados de pesquisa relevantes aos usuários e, como resultado, será mais barato para você quando estiver utilizando o SEO na página adequado .

O Google atribui um índice de qualidade ao seu anúncio, que depende da CTR (Taxa de cliques), da relevância e da página de destino para a qual seu anúncio envia tráfego. Este índice de qualidade influencia a taxa de lance de que você precisará para exibir um anúncio, com pontuações mais altas reduzindo o custo do lance.

Ao contrário de muitos dos canais que discutiremos hoje, o Adwords é um canal notavelmente simbiótico que pode ser combinado com muitas outras estratégias para maximizar a produção. Como um canal de marketing pago, ele também permite que você obtenha resultados imediatos e pode escalar tanto quanto seu orçamento permitir.

Marketing de conteúdo para pequenas empresas

18% dos profissionais de marketing afirmam que o marketing de conteúdo tem o maior impacto comercial em seus negócios de qualquer canal em 2016.

Marketing De Conteudo Para Pequensa Empresas

O marketing de conteúdo é o processo de criação e distribuição de conteúdo valioso, relevante e consistente para atrair e reter um público claramente definido e impulsionar uma ação lucrativa do cliente.

Ao contrário da publicidade paga, o marketing de conteúdo se concentra mais nos resultados de longo prazo. A recompensa inicial tende a ser baixa, mas o crescimento sustentável de longo prazo em visitantes, leads e clientes pode conduzir um negócio sozinho.

O marketing de conteúdo não é fácil, no entanto, e requer que todos os elementos sejam feitos da maneira certa:

  • Conteúdo de qualidade
  • Tópicos relevantes
  • Otimizado para SEO
  • Otimizado para leitores
  • Criação e promoção de conteúdo consistente

O conteúdo não se limita a postagens de blog. 

Se você está considerando essa estratégia para seu próprio negócio, certifique-se de ter o tempo e o capital necessários para prosseguir sem ROI inicial.

Como fazer marketing digital para pequenas empresas passo a passo

Pode ser tentador investir na mais nova tendência digital ou copiar as campanhas de seus concorrentes, mas sua estratégia de marketing digital só terá sucesso se for personalizada para seu negócio, seus objetivos e seu público-alvo.

Embora não possamos recomendar as estratégias nas quais você deve se concentrar, aqui estão cinco das atividades de marketing digital mais comuns para despertar sua criatividade:

  • Marketing por email: depois de investir em software de email, é gratuito e fácil se comunicar diretamente com seus clientes sempre que desejar. Ao contrário de outras atividades de marketing que são otimizadas para atingir o maior número possível de pessoas com a mesma mensagem ampla, personalizar e segmentar suas campanhas de e-mail permite que você se comunique em uma base de um para um. O marketing por e-mail também é flexível, permitindo que você envie e-mails de boas – vindas para construir relacionamentos com novos clientes, e-mails de incentivo automatizados para remover trabalhos manuais, repetitivos ou promocionais para anunciar ofertas por tempo limitado.
  • Marketing de conteúdo: o marketing de conteúdo não é uma publicidade tradicional, que interrompe o seu público para persuadi-lo a fazer uma compra. Em vez disso, o marketing de conteúdo se concentra na criação de conteúdo educacional e valioso que vai ressoar e ajudar seu público-alvo. Os tipos de marketing de conteúdo incluem vídeo, postagens de instruções, infográficos, artigos de liderança inovadora, pesquisas originais, entrevistas e muito mais. A segunda parte importante do marketing de conteúdo é como você distribuirá esse conteúdo, seja por meio de seu blog, site, mídia social, publicidade paga ou marketing por email.
  • SEO: a otimização de mecanismos de pesquisa, também conhecida como SEO, anda de mãos dadas com o marketing de conteúdo. Investir em SEO permite que seu público-alvo encontre seu site organicamente ao pesquisar palavras-chave importantes em mecanismos de pesquisa, principalmente no Google. Para começar com o SEO, você deve primeiro conduzir uma pesquisa de palavras-chave para identificar as palavras e frases para as quais você deve otimizar ( o planejador de palavras-chave do Google é um ótimo recurso). Depois de ter uma lista de palavras-chave, você pode começar a criar um conteúdo profundo e significativo sobre esses tópicos e realizar a otimização na página , como atualizar as tags de título.
  • Publicidade paga: investir dinheiro em publicidade no Facebook, Instagram ou Google pode ajudá-lo a expandir seu alcance e se conectar com o tipo certo de pessoas. Existem três tipos principais de publicidade paga: anúncios de aquisição de usuários, anúncios de engajamento e anúncios de retargeting. Os anúncios de aquisição de usuários se concentram apenas nisso – adquirir novos usuários. Uma das estratégias mais populares de aquisição de usuários é investir no Google Adwords, que permite a você exibir anúncios baseados em texto quando os usuários digitam uma determinada palavra-chave. Os anúncios de engajamento se concentram em impulsionar o engajamento com o conteúdo que você promove e são mais frequentemente usados ​​nas redes sociais (pense: promover uma nova postagem de blog em sua página do Facebook). E, por último, os anúncios de retargeting têm como alvo os clientes com base em suas ações e comportamentos anteriores. Por exemplo, você pode segmentar novamente todos que visualizaram uma determinada página em seu site ou todos que se inscreveram para uma avaliação gratuita, mas não converteram.
  • Mídia social orgânica: Criar uma presença online no Facebook permite que você continue a conversa com seus clientes atuais e potenciais, aprofundando esse relacionamento e construindo confiança. A mídia social também oferece outro canal de distribuição para seu marketing de conteúdo, bem como uma maneira confiável de coletar feedback do cliente e responder às consultas de suporte ao cliente. Antes de decidir investir em mídias sociais, pesquise e escolha uma ou duas plataformas que farão mais sentido para o seu negócio. 

Consultoria marketing digital pequenas empresas

A Planejador Web montar pequenas equipes para gerenciar projetos de marketing digital seja avulso ou mensalmente.

Leitura adicional:  15 Dicas de Marketing Digital para Concessionaria

Somos especializados em:

  1. Criação de sites profissionais
  2. Agência de mídias Sociais
  3. Anunciar no Google
  4. Criação de identidade visual
  5. Agência de SEO – Posicionamento do site nas pesquisas do Google

Estratégias de marketing para pequenas empresas

Essas estratégias são fundamentais para gerar reconhecimento e receita para sua organização:

1. Conheça o seu público.

Um erro fundamental é pensar que “qualquer um” é seu comprador. As empresas maiores podem atrair um mercado amplo, mas dizem que “as riquezas estão nos nichos” por um motivo. Um nicho é onde você terá mais vantagem como uma pequena empresa. E para desenvolver um nicho e atrair compradores dentro do nicho, você deve entender suas dores, problemas, eventos desencadeadores e prioridades.

O que os está levando a tomar uma decisão de compra? Como será se eles tiverem sucesso? Saber essas coisas o ajudará a criar mensagens que ressoem e sejam um caso convincente para sua solução.

Comece pensando em seus clientes existentes e com quem você gostaria de trabalhar. Em seguida, crie uma buyer persona para iniciar o processo de entrar na cabeça de seu cliente ideal.

2. Enfatize sua proposta de valor.

Se não houver diferença entre você e sua concorrência, não há razão para que um comprador seja obrigado a trabalhar com você. Sua proposta de valor é o que o diferenciará de outras pessoas em seu espaço e fará com que os clientes em potencial decidam que você é o fornecedor. O que você faz melhor do que qualquer pessoa na indústria? Transmitir isso é um argumento convincente.

3. Mantenha o foco em metas e objetivos singulares.

Se você está explorando o mundo do marketing, deve ter notado que existem zilhões de direções nas quais você pode seguir. É tentador fazer tudo de uma vez e criar uma máquina complicada na esperança de que você tenha coberto todas as suas bases, e é fácil assumir muito.

Em vez disso, identifique onde será o maior impacto. Onde está o maior ponto cego em seu marketing que impede seu crescimento? Defina uma meta de desempenho em torno dessa área-chave e concentre seus recursos nas atividades e táticas que alcançarão essa meta de desempenho. Você pode expandir seus esforços ou pivotar outras iniciativas quando tiver feito mais progresso em direção a esse objetivo singular.

4. Capitalize em jogadas de curto prazo.

Comece desconexo. Conforme você escala, é essencial ver o ROI mais cedo. Isso lhe dará o ímpeto e o fluxo de caixa para investir em projetos maiores, ações de longo prazo e modelos de crescimento mais sustentáveis.

Táticas que levam tempo para serem construídas (como SEO) são inadequadas para suas iniciativas principais porque você não verá um retorno logo o suficiente para seu gosto. Se você tem recursos suficientes para começar por aí, ótimo, mas não coloque todos os ovos nessa cesta.

Se você tiver evidências de que as pessoas estão recorrendo ao Google com a intenção de compra para a sua solução em particular, poderá descobrir que os anúncios pagos fornecerão esse ROI de curto prazo.

5. Duplique o que funciona.

Depois de ter suas iniciativas em execução e experimentar algumas coisas, preste atenção aos dados. Isso pode informá-lo sobre o que está funcionando. Conforme você escala, é uma boa ideia duplicar os métodos comprovados de geração de receita.

6. Compreenda o poder dos clientes existentes.

Custa, em média, cinco vezes mais para adquirir um novo cliente do que fechar um existente. Isso significa que você não deve interromper o marketing depois de fazer uma compra.

Identifique suas oportunidades de compra repetida, upsell e vendas cruzadas. Como seus clientes existentes já fizeram uma compra, eles já conhecem, gostam e confiam em você. Se você proporcionou uma boa experiência, deu a eles um motivo para fazer negócios com você novamente, caso seja necessário.

Mesmo que a necessidade não surja (nos casos em que é uma compra única, sem oportunidades de upsell), você ainda deve encantar seus clientes. O boca a boca é uma ferramenta promocional poderosa (e gratuita).

7. Use ferramentas promocionais gratuitas.

Por falar em ferramentas promocionais gratuitas, é importante observar que, como você se comprometeu com uma meta e escopo limitados, não há necessidade de aumentar suas despesas gerais com gadgets. Use ferramentas promocionais gratuitas sempre que possível e só se comprometa com ferramentas pagas se você souber que elas melhorarão drasticamente as operações ou o desempenho existentes. Aqui está uma lista útil de ferramentas de marketing (algumas gratuitas e pagas).

Materiais de marketing para pequenas empresas

1. Crie um site para possuir sua presença online.

Ter um site com aparência profissional é um dos ativos mais importantes de marketing para pequenas empresas que você criará para sua pequena empresa. É aqui que você mostrará quem você é, o que oferece, onde está e como um cliente potencial pode entrar em contato com você.

É um canal que você sempre terá (ao contrário de outras plataformas que podem mudar de política ou entrar e sair de moda), e tem a capacidade de gerar tráfego orgânico, além de ser um local para enviar tráfego de publicidade e outras iniciativas de marketing.

Seu site não é apenas um folheto simples. Você tem a capacidade de transformá-lo em um vendedor 24 horas por dia, 7 dias por semana, entendendo como converter tráfego e transformá-lo em leads (mais sobre isso mais tarde).

Para uma das melhores ferramentas de site da Web, verifique a criação de sites da Planejador Web, mais de 1.000 sites desenvolvidos.

2. Considere um blog para atrair clientes em potencial para o seu site.

O blog é uma ótima maneira de gerar tráfego orgânico, especialmente aqueles clientes em potencial que ainda não tomaram uma decisão de compra. Além disso, pode estabelecer credibilidade em seu espaço e posicioná-lo como um líder inovador.

Para iniciar um blog, você pode usar uma ferramenta de site gratuita ou gratuita para criar um site gratuito e usar um de seus modelos. Mesmo que você publique apenas uma vez por semana, isso aumentará a visibilidade do seu site online e ajudará a educar seus clientes em potencial sobre por que devem confiar em sua empresa. Se você está planejando escrever suas postagens.

Depois de começar a escrever, você pode adicionar uma frase de chamariz em suas postagens para que os visitantes se inscrevam em seu blog e recebam e-mails. Esta é uma ótima maneira de começar a coletar leads e oferecer aos clientes em potencial uma maneira de obter informações, caso eles não pronto para comprar qualquer coisa de você ainda.

3. Promova-se nas redes sociais.

A mídia social pode parecer apenas uma plataforma divertida para as pessoas se socializarem e se conectarem, mas na verdade é uma ferramenta de negócios poderosa de redes sociais para pequenas empresas. Uma agência de mídias sociais pode ajudá-lo a aumentar o tráfego , melhorar suas classificações nos mecanismos de pesquisa e interagir com clientes em potencial. Por que você não gostaria de ser visto onde seus clientes em potencial passam o tempo?

4. Invista em anúncios.

O tráfego orgânico leva um tempo para ser construído e, como uma pequena empresa, você deseja investir em operações de curto prazo. As táticas pague para jogar que visam compradores com grande intenção são ótimas para vitórias de curto prazo para impulsionar outros objetivos.

O Google Ads é perfeito se você sabe que seu público-alvo pesquisa seu produto ou solução na web. Se não forem, você pode considerar anúncios de mídia social . Indivíduos nas mídias sociais têm menos intenção de compra, mas com anúncios altamente direcionados e impressões suficientes, você ganhará o interesse de seu público.

5. Certifique-se de capturar as informações dos clientes em potencial.

Falamos muito sobre visibilidade e tráfego, mas ainda não cobrimos como isso vai ajudar a gerar receita. Uma maneira simples de começar a gerar leads ou clientes em seu site é implementar uma ferramenta de conversão.

Uma opção simples e gratuita é incluir um formulário que leve os leads para seu email. Ao usar essa ferramenta para adicionar um widget pop-up ao seu site , você pode começar a coletar endereços de e-mail de clientes em potencial. A partir daí, você pode enviar promoções e ofertas e convertê-las em clientes pagantes.

6. Use o marketing por e-mail para estimular leads.

Só porque você converteu o tráfego do site em leads, não significa que esses leads ainda estejam prontos para comprar. É importante estar sempre presente e levá-los mais perto de uma decisão de compra.

Essa estratégia é uma maneira fácil, gratuita e escalonável de se comunicar com clientes novos e existentes.

Assim que você tiver uma ferramenta de marketing por e-mail (muitas são baratas ou até gratuitas), experimente enviar boletins informativos por e-mail (com seus novos posts elegantes) e outras promoções para seu banco de dados. Sabemos que os proprietários de pequenas empresas não têm muito tempo livre para se dedicar ao marketing digital, então considere usar a automação de marketing para tornar esse processo ainda mais fácil para você.

7. Gerenciar relacionamentos com um CRM.

O marketing por email funciona melhor quando você envia emails personalizados e direcionados. Isso começa com um banco de dados de clientes ou sistema de gerenciamento de relacionamento com o cliente (CRM).

Seu CRM armazena informações sobre seus leads, clientes em potencial e clientes para que você possa acompanhar as interações com os clientes e identificar oportunidades de vendas com mais eficácia.

O Rdstation tem um dos melhores CRMs (e o melhor de tudo, é totalmente gratuito).

8. Aproxime-se do boca a boca como um canal de promoção.

Conforme mencionado anteriormente, satisfazer os clientes pode ter um grande impacto em seus negócios, principalmente em compras repetidas e no boca a boca. Se você oferecer uma ótima experiência, seus clientes ficarão mais inclinados a deixar comentários, dar depoimentos e contar a seus amigos sobre você.

É por isso que é uma boa ideia medir a satisfação do cliente e incentivá-lo a espalhar a palavra.

Dicas de marketing para pequenas empresas

 

1. Determine a identidade da sua marca.

Ter uma identidade de marca consistente para promover seu negócio fará com que você pareça mais profissional e o ajudará a atrair novos clientes. De acordo com um estudo do Facebook, 77% das pessoas são leais às marcas.

Jeff Bezos, fundador da Amazon, descreveu a marca de uma empresa como “o que outras pessoas dizem sobre você quando você não está na sala”. Em outras palavras, sua marca são os sentimentos e emoções que as pessoas têm ao ouvir o nome de sua empresa. É uma combinação de sua marca, logotipo, estética e o design de todos os seus ativos.

2. Identifique sua buyer persona.

Quando você imagina um cliente procurando seu produto ou serviço, como ele é? Quais são seus pontos fracos? Qual é o seu trabalho? Criar uma buyer persona que conte a história de seu cliente ideal pode ajudá-lo a criar um site otimizado para eles.

Aprendendo mais sobre seu cliente-alvo por meio da criação de uma buyer persona , você pode descobrir melhor quais tipos de coisas eles podem estar procurando para incluir esses termos em seu site.

3. Projete um logotipo e outros ativos.

Para começar a fazer fluir a criatividade, considere seu esquema de cores e examine as paletas com Adobe Color ou Coolors . Você pode criar o seu próprio ou visualizar paletas de cores pré-fabricadas ou personalizadas.

Para criar um logotipo, recomendo verificar como nosso time  ou entrar em contato com uma agência de marketing. Existem opções gratuitas e mais baratas para criar seu próprio logotipo online, embora uma agência possa fornecer um produto de maior qualidade e conectá-lo a um designer que pode alterar e atualizar os ativos de sua marca à medida que sua empresa cresce.

Leitura adicional:  21 Ideias de vídeos para YouTube canal de empresas

4. Construa seu site

Se você for proprietário de uma pequena empresa com bastante experiência em tecnologia, provavelmente desejará criar seu próprio site. Se você optar por fazer isso, você pode usar a plataforma wordpress para fazer isso.

Depois de criar seu site, a maioria das plataformas CMS oferece plug-ins para ajudá-lo a otimizar seu conteúdo para pesquisa (procure plug-ins de SEO). Isso ajudará você a se classificar melhor no Google – o que discutiremos mais profundamente em breve. A Planejador Web pode lhe ajudar na criação de site.

5. Rastreie seu site com ferramentas de análise.

Se você nunca fez um site antes e não está totalmente confortável com os elementos técnicos, há uma variedade de ferramentas e serviços gratuitos para ajudá-lo a começar. Ao criar seu site, certifique-se de implementar o Google Analytics para que você possa rastrear facilmente quem está acessando seu site.

6. Consulte agências para obter ajuda em web design.

Se você não estiver no lado técnico e quiser um site feito para sua pequena empresa, pode contratar uma agência de marketing especializada em web design. Esta é uma ótima opção para empresas que já possuem um site, mas precisam ser atualizados e renovados para SEO (search engine optimization) para ajudar a melhorar sua classificação no Google.

Temos especialistas em SEO e irão ajudá-lo a se classificar nos motores de busca e ser encontrado online.

7. Aumente seu ranking do Google com SEO.

Se você já tem um negócio, já pesquisou sobre você ou seu produto / serviço online? Se sim, você pensou: “Por que meu site não está aparecendo no Google?” Em caso afirmativo, você provavelmente pensou: “Como faço para classificar no Google?” ou “Como posso melhorar minha classificação no Google?”

Existem muitos fatores que influenciam o motivo pelo qual um determinado site ou página aparece nas primeiras posições da página de resultados do mecanismo de pesquisa  (SERP) do Google (ou outro mecanismo de pesquisa ). Backlinko relata alguns dos principais fatores do Google, que incluem palavras-chave relevantes (e sua colocação em seu site), a duração de seu conteúdo, conteúdo de alta qualidade, a velocidade de carregamento de sua página, a frequência com que você publica conteúdo e muito mais.

Quando tudo se resume, o Google basicamente tenta encontrar o melhor conteúdo para apresentar à pessoa que está pesquisando. Por exemplo, se estou procurando o melhor salão de beleza em Newport, Rhode Island, não seria útil para mim encontrar a página da web de um salão que fechou e está localizado em Newport, Kentucky. No entanto, seria útil para mim encontrar um salão de beleza na minha área com ótimas avaliações do Yelp, um site fácil de navegar e informações de contato prontamente disponíveis. O Google sempre deseja apresentar o conteúdo mais relevante e da mais alta qualidade.

Para ter uma classificação mais elevada no Google, você pode aproveitar o poder do SEO ou otimização de mecanismos de pesquisa. .

Como “técnicas que ajudam seu site a ter uma classificação mais elevada nos resultados de pesquisa orgânica, tornando seu site mais visível para as pessoas que procuram sua marca, produto ou serviço por meio de mecanismos de pesquisa como Google, Bing e Yahoo”. Em outras palavras, é o conceito básico de estruturar seu site e suas postagens de blog para estar na melhor forma para aparecer primeiro nos mecanismos de pesquisa.

A estratégia de SEO geralmente consiste em algumas coisas. Isso inclui pesquisa de persona do comprador , pesquisa de palavras-chave e pesquisa de SEO na página. Essas três áreas podem ajudá-lo a aprender como seu mercado-alvo está pesquisando online e posicionar sua empresa para que seja descoberta pelas pessoas certas.

8. Pesquise oportunidades de palavras-chave.

A pesquisa de palavras-chave é uma extensão da pesquisa da persona do comprador. Você pode usar as personas que criou para pesquisar as melhores palavras-chave para sua marca e, em seguida, usar uma ferramenta como o KW Finder para encontrar palavras-chave relacionadas para seu público-alvo.

Em seguida, você pode fazer algumas pesquisas e otimização de SEO na página . É aqui que você coloca essas palavras-chave nos lugares corretos em seu site – como na meta-descrição, títulos de página e tags H1.

9. Otimize seu site para dispositivos móveis.

A maioria das pesquisas do Google é feita em dispositivos móveis , por isso é importante ter um site que pareça limpo e fácil de navegar quando alguém o acessa em seu smartphone. Um site para celular também pode ser benéfico para o SEO, com mecanismos de pesquisa como o Google anunciando que irão recompensá-lo com uma classificação mais alta se você tiver um site para celular.

Escreva postagens de blog otimizadas.

Conteúdo e blogs são extremamente importantes quando se trata de sua classificação no mecanismo de pesquisa . Quanto mais freqüentemente as palavras-chave desejadas aparecem em seu conteúdo útil e de alta qualidade, maior a probabilidade de você aparecer nos resultados de pesquisa. Uma ótima maneira de se tornar uma autoridade em seu tópico, produto ou serviço é blogar.

Certifique-se de escrever com SEO em mente – use esta lista de verificação de SEO para blogueiros ou um plugin para WordPress como o Yoast.

Faça experiências com conteúdo de foto e vídeo.

Mais de 50% dos consumidores querem ver vídeos de marcas. Além disso, a maioria dos aplicativos de mídia social, como Facebook e Instagram, estão adotando layouts mais visuais. Para acompanhar essas tendências, é uma boa ideia fazer alguns vídeos de marketing. Se você usar essas dicas, produzir alguns pode ser bastante barato.

Contrate a Planejador Web para ajudá-lo a dimensionar seu conteúdo.

Se precisar de ajuda para criar blogs regulares ou conteúdo promocional, considere contratar nossa agência de seo em vez de investir em um período integral.

Lance páginas de negócios no Facebook.

Se sua empresa está focada em uma área local, as contas mais importantes para você são o Facebook, o recurso de negócios do Google.

A mesma coisa vale para registrar sua página de negócios do Google. Você pode registrar sua empresa no Google (gratuitamente) e adicionar fotos. (Se você já pesquisou sua empresa no Google Maps e ficou desapontado por não vê-la, é porque você ainda não a reivindicou!)

No Facebook, você pode criar uma página de negócios no Facebook para que as pessoas possam encontrar sua localização e horários.

Para qualquer empresa, ter contas de mídia social atualizadas o ajudará a ser encontrado e a se envolver com clientes em potencial. Crie uma conta uma página no Facebook para empresas , aprenda a usar o Instagram para empresas.

10. Desenvolva sua estratégia de mídia social.

Embora o Facebook sejam ótimas ferramentas para pesquisas e avaliações locais, plataformas como Instagram,  oferecerão a você ainda mais oportunidades de compartilhar suas postagens, conteúdo e promoções.

Se seus clientes puderem comprar seus produtos ou serviços online, essas plataformas também fornecerão outra maneira de encontrar você.

Certifique-se de não se espalhar muito juntando muitas plataformas ao mesmo tempo.

11. Use a mídia social para atendimento ao cliente.

Quando estiver nas plataformas escolhidas, certifique-se de responder às perguntas dos clientes ou seguidores quando eles os fizerem por meio de comentários de postagem ou mensagens diretas. Isso fará com que sua empresa pareça receptiva e confiável. Aqui estão alguns ótimos exemplos de como as marcas têm usado o Twitter para atendimento ao cliente.

Se você tiver os meios, considere contratar um gerente de mídia social com experiência em gerenciamento de comunidade. Além de postar conteúdo em uma programação regular, os gerentes de comunidade são encarregados de responder às perguntas ou preocupações dos seguidores.

Crie páginas de destino interessantes.

Uma landing page oferece a seus clientes em potencial um recurso gratuito em troca do preenchimento de um pequeno formulário de informações de contato. Ao receber o recurso, eles podem ficar ainda mais satisfeitos com sua empresa e mais interessados ​​em adquirir o produto completo.

Como as páginas de destino aumentam suas chances de conversão do cliente, você deseja que a sua tenha uma aparência atraente.

Planeje uma estratégia de marketing por e-mail.

Depois de começar a criar conteúdo regular e construir páginas de destino, você desejará compartilhá-los com os clientes em potencial que parecem mais interessados ​​em aprender mais sobre seu produto.

Embora você queira ter cuidado para não bombardear aqueles que se inscrevem em sua lista de e-mail com muitos e-mails, você deseja enviar apenas o suficiente para manter seus clientes em potencial informados e envolvidos.

Ofereça cupons em boletins informativos ou nas páginas de destino.

Colocar um cupom em seus e-mails de marketing pode envolver e encantar seu público. Depois de comprar um produto ou serviço com desconto, eles também podem estar mais dispostos a pagar pelo preço total. Se você tiver um serviço de assinatura, também pode ser útil oferecer aos clientes em potencial um código de avaliação gratuita para que possam testá-lo.

Compartilhe seus canais de distribuição em seu site.

Quando você tiver algumas contas de mídia social e puder permitir que as pessoas se inscrevam no seu boletim informativo, destaque isso em seu site para que os visitantes possam segui-lo. Uma forma de as empresas fazerem isso é exibir todos os ícones sociais vinculados e uma frase de chamariz de inscrição no boletim informativo em todas as páginas do seu site. Um bom lugar para incluí-los é no canto superior direito ou no rodapé de cada página. Dessa forma, eles ficam visíveis, mas não distraem de nenhum conteúdo.

Ofereça um webinar grátis.

Um webinar permite que clientes em potencial se inscrevam em um pequeno curso online hospedado por você. Esses cursos geralmente duram entre 30 minutos a uma hora e permitem que você dê dicas e responda a perguntas relacionadas a um tópico que sua marca conhece. Embora essa estratégia possa ajudá-lo a aumentar sua credibilidade em seu campo, eles também podem oferecer leads e oportunidades de vendas em potencial .

Considere a publicidade PPC.

Se você está trabalhando duro no SEO, mas ainda está procurando um impulso extra, considere a publicidade PPC – ou pagamento por clique. Com essa técnica de marketing de mecanismo de pesquisa, você usa o Google Ads para aparecer melhor. e como uma lista anunciada, nos resultados da pesquisa. Antes de mergulhar no PPC, certifique-se de que sua página de destino esteja o mais otimizada possível. Se você está pagando pelo clique e aqueles que clicam na página não convertem, você perderá dólares em publicidade.

Anuncie nas redes sociais.

A maioria das principais plataformas de mídia social oferece opções de publicidade acessíveis que podem ajudá-lo a direcionar suas postagens a um público específico. .

Faça experiências com marketing de influenciador.

Há alguém em sua área com grande seguidores nas redes sociais que é considerado um especialista em um campo em que sua empresa atua? Se você puder entrar em contato com eles, veja se eles gostariam de compartilhar uma experiência que tiveram com seu produto ou serviço nas mídias sociais. Isso alertará a base de seguidores do seu produto. Esses seguidores também podem confiar mais em seu produto porque um especialista o está endossando.

Se você não conseguir encontrar um influenciador para ser voluntário, você também pode considerar pagar um ou dois como freelance.

12. Experimente o co-marketing.

Existe uma empresa local em sua área que não é um concorrente direto, mas oferece um produto ou serviço a um público-alvo semelhante? Considere trabalhar com eles em uma campanha co-branded na qual vocês promovam uns aos outros nas redes sociais, por e-mail ou em seu blog. Embora você dê à sua empresa parceira uma promoção adicional, também permitirá que sua base de fãs aprenda mais sobre você.

Elabore uma estratégia de entrada no mercado.

Depois de ativar todas as ferramentas necessárias para promover seu produto ou serviço, você precisará criar um plano promocional que se alinhe com a jornada do cliente. Considere qual conteúdo atrairá, envolverá e encantará seus clientes em potencial e como você os converterá em clientes.

Incentive clientes satisfeitos a compartilhar suas experiências.

Quando um cliente satisfeito fala sobre o quão boa sua empresa é nas redes sociais ou em um site de avaliações, seu produto ou serviço parece um bom investimento. Mesmo nas redes sociais, o boca a boca ainda é um fator importante na decisão de compra de alguém . Se um cliente em potencial vir um amigo delirando sobre você no Facebook ou uma postagem de foto de uma refeição em seu restaurante no Instagram, é mais provável que ele vá.

Se os clientes estão dizendo que adoram seu produto, incentive-os a compartilhar a experiência no Yelp, Google ou social. Se você tem um negócio físico, também pode colocar inscrições nos gerentes de sua conta para que os clientes saibam quem marcar se postarem uma foto de seu produto.

Faça experiências de marketing.

Se houver uma nova plataforma social na qual você está interessado, ou uma nova tendência de marketing, não tenha medo de experimentar. Se um experimento der certo, você pode ser considerado à frente do jogo.

Ao experimentar uma nova estratégia de marketing, certifique-se de ter uma hipótese ou questão sólida em mente. Além disso, prepare-se para quais serão seus próximos passos, caso obtenha resultados bons ou ruins.

Bem, aí está. Aqui está um resumo das principais conclusões deste artigo:

Provavelmente, você tem um longo caminho pela frente para construir sua presença online, mas todas as etapas que fizer terá um grande impacto em seus negócios. Algumas coisas como blogar definitivamente levam alguns meses para começar a fazer efeito e enviar tráfego, mas contas de mídia social e postagens podem ter efeitos imediatos.

Pensamentos finais

O marketing digital permite que você fique mais perto de seus clientes do que nunca. Você pode iniciar uma conversa nas redes sociais com um simples sinal de @, enviar uma pesquisa por e-mail para fazer perguntas a eles ou monitorar como eles se comportam em seu site. Todos esses aprendizados o ajudarão a otimizar suas campanhas de marketing digital e, por fim, criar uma experiência melhor e mais personalizada para seus clientes.

 

Compartilhe com alguém ou em suas redes sociais