O que é tráfego orgânico? [6 passos para gerar mais tráfego]

Tempo de leitura estimado: 11 minutos

Saiba o que é tráfego orgânico e como sua empresa pode vender todos os dias através do Google

Neste post, você aprenderá o que é tráfego orgânico, por que o tráfego orgânico é a forma mais importante de tráfego para alcançar clientes em potencial para seu negócio. 

E além disso, vamos listar as melhores maneiras de aumentar seu tráfego orgânico e vender através dele.

O que é tráfego orgânico?

Tráfego orgânico é o termo usado para descrever as visitas que chegam em seu site através dos resultados orgânicos de um mecanismo de pesquisa.

Quando os usuários digitam uma consulta em um mecanismo de pesquisa (como Google ou Bing), eles são apresentados a um conjunto de resultados que inclui tanto a classificação das páginas nas primeiras posições organicamente quanto um conjunto de anúncios (geralmente marcados pela palavra Anúncio) para diferenciá-los dos resultados orgânicos.

Veja abaixo como diferenciar o resultado orgânico de anúncios pagos.

A diferença entre tráfego orgânico e tráfego pago
A diferença entre tráfego orgânico e tráfego pago

Quando um usuário clica em qualquer um dos resultados orgânicos e visita um site, isso é registrado nas ferramentas de análise como tráfego de pesquisa orgânica.

Confira a seguir como os dados de acessos orgânicos no seu site aparecem no Google Analytics.

Trafego Organico
Trafego Organico – Analytics

A diferença entre tráfego orgânico e tráfego de pesquisa paga

A principal diferença entre o tráfego orgânico e o tráfego de pesquisa paga é que o tráfego orgânico é gratuito, enquanto o tráfego pago é pago (risos).

Existem duas maneiras de obter tráfego de mecanismos de pesquisa: 

  1. Classifique seu site nos resultados de pesquisa usando o SEO a seu favor; 
  2. Use o Google Ads para colocar seus anúncios no topo dos resultados orgânicos com publicidade.

Com o SEO, você consegue tráfego gratuito 24 horas por dia, 7 dias por semana, mas não é instantâneo. Leva tempo para o SEO funcionar e gerar resultados.

Por outro lado, com a publicidade, você pode obter resultados mais rápidos, mas terá que pagar cada vez que alguém clicar em seus anúncios e visitar seu site.

Outra diferença entre o tráfego orgânico e pago (também conhecido como SEM), é que, uma vez que você interrompa os anúncios pagos, o tráfego do seu site cairá, enquanto com o tráfego orgânico você obterá tráfego, desde que esteja na primeira página do Google.

O processo de marketing do seu site em mecanismos de pesquisa orgânico é chamado de SEO (search engine optimization) que significa otimização para mecanismo de busca.

 

Como colocar seu site no Google de graça?

Para colocar seu site no Google de graça é preciso aprender a gerar tráfego orgânico através desse mecanismo de busca, nesse artigo vamos explicar tudo sobre isso. 

Então, indico que leia com muita atenção se deseja colocar o site da sua empresa no Google e receber potenciais clientes todos os dia de graça.

 

Por que o tráfego orgânico é importante?

O tráfego orgânico é a forma mais importante de tráfego que você pode ter para captar clientes potenciais. 

É mais importante do que o tráfego pago, o tráfego do Facebook ou o tráfego de outras redes sociais.

O motivo é simples: o tráfego orgânico é direcionado.

Os usuários que digitam uma consulta em um mecanismo de pesquisa têm uma intenção muito específica e, se você puder fornecer uma solução ou uma resposta à sua pergunta, é mais provável que você ganhe um novo cliente, assinante de e-mail ou seguidor.

Além do acima exposto, o tráfego orgânico é importante porque aumenta a confiança do site e isso tem uma série de benefícios adicionais.

Os usuários confiam no Google e os sites que se classificam nas primeiras posições do Google organicamente são confiáveis ​​pelos usuários. 

Isso significa que é mais provável que um visitante orgânico seja convertido do que um visitante vindo do Facebook ou de outra mídia.

Entende?

 

Tráfego de pesquisa orgânica no Google Analytics

Uma das maneiras de monitorar seus níveis de tráfego orgânico é por meio do Google Analytics.

Faça login no Google Analytics e navegue até AQUISIÇÃO> TODO O TRÁFEGO> CANAIS.

Observe o grupo ORGANIC SEARCH no relatório. Este é o número de visitas que você recebeu de tráfego orgânico, ou seja, de pessoas que acessaram seu site através do Google, Bing e outros.

Você também pode visualizar outro relatório acessando AQUISIÇÃO> TODO O TRÁFEGO> FONTE / MÉDIO para ver exatamente quanto tráfego você obteve de cada mecanismo de pesquisa.

 

Como Gerar Trafego Organico
Visualize o tráfego orgânico no Google Analytics

Google / orgânico – é o tráfego orgânico do Google, Bing / orgânico é o tráfego do Bing e assim por diante.

 

Tráfego orgânico no Google Search Console

Outra maneira de ver quantas visitas orgânicas você recebeu do Google e para quais palavras-chave é usar o Google Search Console.

Faça login no console da Pesquisa Google e vá para DESEMPENHO> RESULTADOS DA PESQUISA.

A guia QUERIES mostra para quais palavras-chave seu site apareceu nos resultados orgânicos do Google (impressões) e quantas visitas você recebeu (cliques).

A guia PÁGINAS mostra quais páginas do seu site apareceram na pesquisa do Google e o número de visitas que receberam.

O que é Trafego Organico

Use o Google Search Console para descobrir quais páginas recebem tráfego orgânico do Google e para quais palavras-chave

 

Tráfego orgânico VS outras fontes de tráfego

O tráfego orgânico não é a única forma de tráfego. Olhando para seus relatórios de análise, você também encontrará:

Pesquisa paga: conforme explicado acima, é o tráfego que chega ao seu site a partir de anúncios de pesquisa paga.

Tráfego direto: quando alguém visita seu site diretamente digitando o URL em um navegador, isso é registrado no Google Analytics como tráfego direto.

Tráfego de referência: quando alguém clica em um link em outro site e visita seu site, isso é registrado como tráfego de referência.

Observação importante: quando um link tem a tag noreferrer aplicada a ele, isso oculta as informações de referência do Google Analytics e o tráfego é relatado como direto.

Social: é o tráfego proveniente de redes sociais (Facebook, Twitter, LinkedIn, Pinterest, etc.).

Display: refere-se ao tráfego proveniente de anúncios pagos em outros sites. Ao anunciar no Google Ads, você tem a opção de exibir seus anúncios em outros sites. 

Quando alguém visita seu website clicando em um de seus anúncios, isso é registrado como tráfego de exibição no Analytics.

E-mail: se você estiver usando um software de marketing por e-mail (como mailchimp ou sendy) para enviar e-mails aos seus assinantes e conectou seu software ao Google Analytics, qualquer tráfego gerado a partir de cliques em seus e-mails será registrado como tráfego de e-mail.

 

Leitura adicional:  O que é SEO e para que serve?

Como aumentar o tráfego orgânico do seu site

A melhor maneira de aumentar o tráfego orgânico e obter mais visitas de potenciais clientes através dos mecanismos de pesquisa, é seguir práticas comprovadas de SEO.

SEO significa Search Engine Optimization e é o processo a seguir para otimizar seu site para que ele possa ter uma classificação mais elevada nas páginas de resultados do mecanismo de pesquisa (SERPS).

Existem mais de 255 fatores de classificação do Google, mas os mais importantes são:

 

# 1 – Publique conteúdo que os usuários queiram ler

Uma das características dos usuários que usam um mecanismo de pesquisa para buscar informações é que eles têm uma intenção muito específica.

Seu trabalho é satisfazer a intenção deles, fornecendo-lhes o tipo certo de informação.

Para fazer isso, você precisa fazer sua pesquisa de palavras-chave e descobrir quais palavras-chave segmentar com seu conteúdo.

Para que uma página tenha qualquer chance de ser classificada organicamente nos motores de busca, ela deve ter como alvo uma palavra-chave ou tópico específico.

As páginas que segmentam várias palavras-chave ou nenhuma palavra-chave têm muito pouca probabilidade de receber tráfego orgânico.

 

# 2 – Inclua palavras-chave / termos de pesquisa relevantes no título da página

O título da página é um dos fatores mais críticos de SEO.

O título é usado pelos motores de busca para se ter uma ideia do que se trata a página e também é mostrado nos resultados da pesquisa.

Um bom título de página inclui termos de pesquisa que os usuários podem reconhecer e é interessante para incentivá-los a clicar nele e visitar seu site.

 

# 3 – Obtenha links de outros sites

Backlinks de outros sites relevantes (que não carregam o atributo nofollow) agem como “votos de confiança” e isso melhora a classificação orgânica de um site.

No mundo do SEO, isso é conhecido como SEO off-page.

 

# 4 – Crie sites fáceis de usar

A usabilidade do site é um fator de SEO direto e indireto. Você precisa desenvolver sites que carreguem rapidamente, sejam compatíveis com dispositivos móveis e livres de erros técnicos de SEO.

Não fazer isso irá minimizar suas chances de obter tráfego orgânico de qualquer mecanismo de pesquisa.

Para obter mais informações sobre como criar sites amigáveis ​​de SEO que podem ter uma classificação elevada nos mecanismos de pesquisa, continue lendo.

 

# 5. Formatação de texto e o uso de H1, H2 e H3

Não publique apenas pedaços de texto em seu site sem primeiro fazer alguma formatação básica. Isso não é bom para a experiência do usuário e vai contra seus esforços de SEO.

Diretrizes gerais para formatar uma postagem ou página em seu site:

  • Use tags H1 para o título de sua postagem
  • Use tags H2 para os cabeçalhos principais de sua postagem.
  • Use NEGRITO e Itálico para chamar a atenção dos usuários
  • Não use tags H2 para todos os seus títulos
  • Escreva pequenos parágrafos
  • Use um tamanho de fonte que seja fácil de ler

Ao formatar suas postagens, tenha sempre em mente a experiência do usuário: “O usuário consegue identificar as principais seções de sua postagem (tags H2) apenas olhando para a página?”

O texto é fácil de ler em todos os dispositivos (smartphones, Apple Ipads, tablets Android, etc.)?

Como Usar H1 H2 no SEO
Veja como usar o h1

5. Velocidade da página

O Google mencionou muitas vezes que a velocidade da página é um fator de classificação, mas muitos webmasters não otimizam seus sites para velocidade. 

O objetivo (do Google) é fornecer ao pesquisador os resultados mais precisos da maneira mais rápida possível.

É certo que a velocidade da página (como fator de classificação) ganhará mais importância nos próximos anos.

Sites rápidos melhoram a experiência do usuário e é um fator para encorajar o visitante a voltar. Além disso, um site que carrega em menos de 4 segundos tem mais probabilidade de:

  • Se classificar melhor nos resultados da pesquisa
  • Obter mais visitas à página por usuário
  • Obter mais conversões

Como resolver o problema de velocidade da página?

  • Remova quaisquer plug-ins desnecessários (se você estiver usando WordPress) ou javascript de suas páginas.
  • Otimize o tamanho de suas imagens.
  • Use um serviço de cache ou plug-in (eu uso WP-Rocket).
  • Vá para http://www.webpagetest.org/ e teste quantos segundos leva para que suas páginas carreguem de diferentes locais, velocidade da Internet e navegadores. 
  • O relatório de análise no final também informará quais componentes de sua página demoram muito para carregar, de modo que você pode removê-los.
  • Vá para o serviço Google Page Speed ​​para analisar seu site e obter recomendações de desempenho.
  • Se você tem muitas imagens em seu site e não pode melhorar o desempenho com as recomendações fornecidas pelas ferramentas mencionadas acima, você pode considerar o uso de um serviço CDN (Content Delivery Network), como Cloud Flare ou Amazon Cloud Front

Eu sei que lidar com problemas relacionados ao desempenho é um problema técnico e às vezes não é fácil para o usuário médio identificar e resolver os problemas.

No entanto, é um fator muito importante para o SEO e não deve ser negligenciado.

 

6. Obtenha links de outros sites

Não há como evitar mencionar o link building quando falamos sobre SEO. 

A razão é simples: os fatores de SEO fora da página desempenham um papel muito importante no algoritmo de classificação do Google.

Eu sei que para iniciantes em SEO este é um conceito difícil de entender, então vamos começar desde o início.

 

Leitura adicional:  O que são Backlinks? Como Fazer Passo a Passo em 2021

Trafego De Pesquisa Organica No Google Analytics

 

O que é o link building e por que ele é tão importante para o SEO?

Quando Larry Page e Sergey Brin (fundadores do Google), criaram o algoritmo de classificação inicial do Google, eles estavam procurando uma maneira de comparar sites para que os melhores fossem mostrados primeiro nas páginas de resultados do mecanismo de pesquisa (SERPS).

Além de levar em consideração os fatores de SEO na página, eles decidiram que sites que têm links de entrada de outros sites são, provavelmente, mais importantes e populares do que outros, por isso merecem uma classificação melhor.

Em outras palavras, os links recebidos contaram como “votos de confiança” e isso teve um efeito positivo na posição de classificação de um site. Quanto mais links de entrada apontam para um site, melhor é a posição no ranking.

 

Leitura adicional: O que são backlinks

No começo, isso era algo que poderia ser facilmente manipulado. 

Os webmasters que entenderam esse conceito começaram a construir milhares de links apontando para seus sites e aumentaram suas classificações.

O problema era que alguns desses sites não eram sites de boa qualidade e, na verdade, não mereciam estar na primeira página do Google. 

Com o tempo, isso criou um grande problema para o Google que afetou a qualidade dos resultados de pesquisa.

Para proteger sua reputação e manter os sites de spam longe, o Google começou a adicionar regras mais rígidas ao seu algoritmo de classificação e eles foram capazes de diferenciar entre links naturais e criados artificialmente.

O resultado foi um sucesso para o Google. 

Spam e sites de baixa qualidade não apenas perderam suas classificações, mas, em muitos casos, foram removidos do índice do Google.

Foi nessa época que as penalidades do Google se tornaram mais populares e palavras como Panda e Pinguim (esse é o nome dado às mudanças no algoritmo de classificação do Google) se tornaram um pesadelo para muitos webmasters.

 

Para resumir esta introdução ao link building, você deve entender três coisas:

1º -> Links ainda são um aspecto muito importante do SEO.

2º -> Não é mais uma questão de quantidade (quantos links apontam para o seu site), mas de qualidade (de onde vêm esses links).

3º -> Links naturais são bons para o seu ranking, links gerados artificialmente podem causar problemas.

 

Como fazer link building (o caminho seguro)

Portanto, deve estar claro agora que os links são importantes, mas como você os consegue?

Irei descrever abaixo os elementos mais importantes:

  • Publique conteúdo excelente em seu site que atrairá links naturalmente
  • Divulgue o seu conteúdo para outros webmasters / blogueiros que podem ter um link para o seu site (o Facebook e outros canais de mídia social são ótimas ferramentas de promoção para essa finalidade)
  • Crie links para outros sites e entre em contato com os webmasters informando-os de que você adicionou um link aos sites deles. Se gostarem do seu site, podem retribuir o favor – Na verdade, este é um conselho dado pelo Google em um de seus guias, conforme explicado na Etapa 5 aqui e mostrado na captura de tela abaixo.
  • Publique conteúdo em outros sites e adicione links apontando para suas páginas (isso também é conhecido como postagem de convidado)
  • Faça conexões com outros webmasters e informe-os sobre o seu site (twitter e e-mail são ótimas ferramentas para construir conexões com outras pessoas)
  • Tente obter links apenas de sites de alta qualidade
  • Obtenha links de sites relacionados ao seu nicho e não de qualquer tipo de site
  • Construa seu perfil de link gradualmente (qualquer mudança repentina no número de links de entrada pode gerar alguns sinais de aviso no algoritmo de classificação)
  • Certifique-se de compreender a diferença entre um link ‘seguir’ e ‘nofollow’
  • Leia as diretrizes do Google sobre link building
  • A maneira como você aborda o link building para novos sites é diferente de sites mais antigos, então certifique-se de usar as técnicas corretas
  • Use ferramentas como SEMRUSH para analisar os perfis de link de seus concorrentes e tente aprender o máximo que puder sobre suas práticas de link
  • Verifique seu perfil de link com frequência e tome as medidas necessárias para limpar seu perfil de links indesejados

Erros de link building a serem evitados:

  • Não compre links (evite qualquer tipo de pacote de link building)
  • Não faça qualquer tipo de link building massivo
  • Não adicione seu link em sites de baixa qualidade
  • Links de comentários ou fóruns às vezes podem fazer mais mal do que bem (a menos que sejam genuínos e de fontes bem confiáveis)

 

Por que o tráfego orgânico é importante?
Gere orçamentos na sua empresa com trafego orgânico

Como ganhar dinheiro com tráfego orgânico?

Ganhar dinheiro com seu site não é um mito. Pode ser feito por qualquer pessoa que entenda o que é trafego orgânico e coloque o passo a passo em prática!

Na verdade, transformar um site da sua empresa em um ativo gerador de receitas é bastante comum com um pouco de trabalho árduo.

Ofereça seu serviço/produtoOferecer sua prestação de serviços ou produto vai ajudá-lo a gerar dinheiro, você pode oferecer esses serviços por e-mail e através de conteúdos do blog.

Realizar um conteúdo com a palavra chave do seu negócio respondendo dúvidas dos potenciais clientes aumenta em 50% a chance desse visitante apertar no link de orçamento para falar com você.

Como este post que você está lendo, te ensinei o que é tráfego orgânico e como fazê-lo, a probabilidade de você contratar os serviços da minha empresa é muito grande. 

Mas, caso você não deseje também não é nenhum problema para nós.

A internet oferece diversas oportunidades de gerar dinheiro para todo tipo de empresa, independente da sua área, pense em tudo o que te ensinei aqui, aliás, coloque em prática.

E depois me conta como foi seu resultado, por hoje é só, nos vemos no próximo post.

Deixe uma resposta