O que é ticket médio e como utiliza-lo 5 dicas

Tempo de leitura estimado: 10 minutos

Última atualização em 15/04/2021

O termo tíquete médio pode ser usado em duas configurações financeiras diferentes.

No que se refere ao uso de cartões de crédito, um tíquete médio tem a ver com o tamanho médio das vendas individuais que uma empresa de cartão de crédito realiza com o uso de cartão de crédito pelos clientes.

Nos círculos de investimento, um tíquete médio pode se referir ao tamanho das negociações executadas para um cliente individual ou ao total de negociações conduzidas por um corretor ou distribuidor dentro de um período de tempo especificado.

Em ambas as configurações, a ideia por trás do ticket é medir o nível de lucratividade que é alcançado com o processo de transação, levando em consideração quaisquer custos associados às transações.

O Que E Ticket Medio 2

O que é ticket médio?

O tíquete médio é uma métrica que fornece detalhes sobre o valor médio das vendas por cliente.

Estatisticamente, o tíquete médio é a média e é calculado somando as vendas totais em um período de tempo especificado e dividindo pelo número de clientes.

Ele é usado por uma variedade de empresas ao analisar o desempenho dos negócios, a atividade de vendas e a lucratividade.

Determinando o valor

Quando um comerciante muda de outro processador, ele geralmente pode encontrar o valor em seu extrato mensal listado como “Bilhete Médio” ou “AVT”.

Ele também pode ligar para seu processador atual e pedir as informações ou pode somar as vendas de todas as transações de cartão de crédito do último mês e dividir o total pelo número de transações.

Se o comerciante não tiver uma conta atual do comerciante com outro processador, o representante do banco pode ajudá-lo a estimar o valor, observando as vendas à vista de um mês.

Como os tíquetes de cartão de crédito são tradicionalmente mais altos, o representante primeiro soma as vendas à vista e divide o total pelo número de vendas.

Em seguida, ele cria sua estimativa comparando o valor com a média padrão do cartão de crédito para esse tipo de negócio.

 

Compreendendo os ingressos médios

O tíquete médio é uma métrica de desempenho de negócios que ajuda como empresas na análise de vendas e tendências de vendas. Frequentemente, é relatado por empresas de varejo, fornecedores de cartão de crédito e corretores / distribuidores.

O termo “ingresso” refere-se a uma venda a um cliente, mas não envolve necessariamente recibos de papel ou papelão, como ingressos para shows, aviões ou teatro.

PRINCIPAIS RECONHECIMENTOS

  • O tamanho médio do tíquete é uma medida que analisa o valor em dólares das vendas por cliente.
  • Calcular o tamanho médio do tíquete é calcular a média, que é calculada como o total de vendas dividido pelo número de clientes.
  • Muitas empresas usam cálculos de tíquete médio em suas análises de vendas e lucratividade.
  • Corretoras, vendedores de cartão de crédito e varejistas costumam rastrear a medição do tamanho médio do tíquete.
  • Home Depot, Charles Schwab e American Express são alguns exemplos.

A medição do tamanho médio do tíquete ajuda as empresas a entender as tendências de vendas e sua lucratividade geral.

As empresas variam nos prazos que usam para calcular as vendas de ingressos médios.

Geralmente, outras estatísticas em torno do tíquete médio também são relatadas para ajudar a fornecer uma faixa, como o tíquete mais baixo, o tíquete mais alto e o tíquete médio.

 

Como Calcular O Ticket Medio Do E Commerce

Como calcular o ticket médio do e-commerce?

O tíquete médio é uma métrica muito utilizada pelo varejo para calcular o valor médio gasto dentro do seu e-commerce, ou seja, o preço médio de compra de cada cliente.

É um cálculo extremamente relevante para medir o aumento ou diminuição da receita da loja, de forma mais prática, é um indicador de análise de resultados a partir dos preços colocados no e-commerce.

Para fazer esse cálculo, divida o total de vendas pelo número de clientes atendidos no período que deseja calcular (dias, semanas, meses, ano).

Por exemplo, imagine que sua empresa ganhou R $ 20 mil atendendo 50 clientes, isso significa que neste período apurado o ticket médio do e-commerce foi de R $ 400,00.

Esses dados servem como um controle de vendas, pois é possível avaliar quanto cada cliente está gastando dentro da sua loja e planejar ações que aumentem esse valor, ou seja, fazer com que os consumidores comprem mais.

O grande desafio de todos os lojistas é manter esses números compatíveis com os valores médios dos produtos.

Agora que você sabe como calcular seu tíquete médio, deve estar pensando:

” Por que minha loja está tendo um tíquete médio baixo? ” Talvez o preço dos itens da sua loja seja menor, então você precisa de estratégias para aumentar o valor do seu ticket médio mesmo com o preço do produto não sendo tão alto.

 

Como aumentar o valor do tíquete médio do e-commerce? 5 dicas

Existem vários métodos que fazem sucesso entre os lojistas, para fazer o cliente gastar mais na loja, adicionando mais produtos ao carrinho, aumentando o número de visitas, ficando no radar do cliente para que aumente a frequência das compras, entre outras.

No entanto, a estratégia de recomendação de produto ganhou seu lugar como um acelerador de vendas no setor de e-commerce.

É um desafio para todos os lojistas manter esse número alto e garantir vendas fortes.

O ticket médio, conforme implícito na frase, representa o valor médio que o cliente gasta no seu e-commerce.

É calculado com base na soma de todas as vendas realizadas em um determinado período dividido pelo número de clientes que compraram naquele período.

E por que essa métrica é tão importante?

É por meio dela que o lojista pode:

  • estabelecer metas,
  • identificar potenciais problemas que atrapalham o faturamento,
  • avaliar diferentes perfis dentro de um mesmo público-alvo,
  • criar novas estratégias de marketing digital,
  • entre outras ações importantes para o crescimento do negócio.

Como Aumentar O Valor Do Tiquete Medio Do E Commerce

1. Ofereça mais produtos

Já reparou que algumas lojas diversificam cada vez mais os seus produtos? Um exemplo são as farmácias.

Se antes íamos às farmácias só para comprar remédios, agora é possível encontrar produtos de beleza, acessórios e até comida.

Quando falamos de comércio eletrônico, enquanto os principais itens da sua loja aproveitam ao máximo o tráfego do site, outros produtos menos semelhantes podem ajudar a aumentar o tíquete médio.

Oferecer mais opções ao consumidor é uma forma de estimular a compra, principalmente aquelas que são compras por impulso.

Muitas vezes, a pessoa nem se lembra de que precisava de um determinado objeto e, ao encontrá-lo em um lugar inesperado, pode pensar que a compra vai economizar tempo.

Por exemplo, uma consumidora que está navegando em um e-commerce de moda e compra um vestido pode achar interessante comprar também um mini kit de costura caso encontre esse produto.

Para escolher os itens certos, é fundamental conhecer bem o seu público-alvo e suas necessidades dentro do seu segmento de negócios.

 

2. Fidelidade do cliente

Essa estratégia, além de aumentar o ticket médio, pode resultar no crescimento das vendas recorrentes.

Oferecer uma experiência de compra marcante (no bom sentido) é o primeiro passo para garantir que o cliente retornará ao seu e-commerce.

Além de entregar o pedido dentro do prazo, tente investir na criatividade com embalagens personalizadas, pequenos brindes ou até ingressos agradecendo pela preferência.

O cliente fez uma compra de alto valor? Valorize o gesto enviando um presente e deixando claro o quão importante eles são para a sua empresa.

Uma boa comunicação também pode melhorar o relacionamento com sua marca. Tenha uma estratégia de e-mail marketing bem definida enviando com frequência promoções e outras informações relevantes, como mensagens de aniversário ou mensagens de datas comemorativas para o seu segmento.

Outra estratégia que pode dar bons resultados é a dos programas de fidelidade. A ideia é oferecer um benefício ao cliente se ele comprar regularmente no seu e-commerce.

Pode apostar neste modelo baseado em pontos, onde cada compra corresponde a um ponto e uma determinada quantidade de pontos garante um presente ou um desconto.

Na hora de escolher essa estratégia, é importante definir muito bem as regras para que não haja dúvidas.

 

3. Faça promoções com descontos progressivos

Um desconto progressivo é o desconto oferecido quando o cliente compra mais de um item é – um conceito de atacado que pode funcionar muito bem no varejo.

É muito comum encontrar promoções de supermercado do tipo “2 pelo preço de 1” e costumam ter um impacto positivo no consumidor, afinal, economizam muito dinheiro.

Essa estratégia também pode ser aplicada em lojas virtuais.

Por exemplo, você pode oferecer uma determinada porcentagem como desconto na compra de 2 itens, outra porcentagem na compra de 3 itens e assim por diante.

Para estimular a compra, é interessante deixar claro, na página do produto, a quantidade de dinheiro que o cliente economizará na compra dos itens.

Uma dica é fazer primeiro as promoções com os produtos que costumam demorar para vender. Dessa forma, você aumenta sua receita e garante a renovação dos itens.

 

4. Oferecer produtos relacionados

Este recurso que está presente na maioria das plataformas de e-commerce mostra os produtos de consumo relacionados ao item que estão visualizando na página.

Por exemplo, se o cliente está procurando um Smartphone, entre os produtos relacionados podem estar um cartão de memória, estojos, tripés, entre outros.

Itens relacionados podem aparecer ao lado do produto ou abaixo do produto, dependendo da configuração da plataforma de e-commerce ou da identidade visual do seu site.

O objetivo dessa estratégia é gerar a necessidade de compra, aumentando o valor do tíquete médio e das vendas no e-commerce.

Algumas plataformas também oferecem uma opção chamada venda cruzada.

É muito parecido com os produtos relacionados, mas a diferença está no fato de o site exibir outro item quando o consumidor já colocou um produto no carrinho.

Se compararmos novamente com um supermercado, é como se você estivesse fazendo fila no supermercado para pagar e no caminho viu um produto que chamou sua atenção.

A probabilidade de pegar aquele produto é muito maior, certo?

 

5. Crie kits de produtos

Outra estratégia para se destacar da concorrência é oferecer produtos exclusivos.

A menos que você seja um artesão ou faça seus próprios produtos na empresa, é muito difícil vender algo que não seja vendido pela concorrência.

Diante desse contexto, você pode oferecer exclusividade criando kits de produtos.

Para que o consumidor veja uma vantagem nessa compra, o valor total dos produtos deve ser menor que o preço unitário de cada item.

Você pode apostar na criatividade e usar diferentes pacotes, além de investir pesado em publicidade.

Os kits geralmente são muito populares em datas sazonais, como Dia das Mães, Dia dos Namorados e Natal, entre outros.

Mesmo que pareça cada vez mais difícil se destacar da concorrência, lembre-se que as mesmas ferramentas e estratégias estão à disposição de todos.

Para poder melhorar os resultados do seu negócio, é importante estar sempre atualizado sobre as novas soluções de mercado que ajudam a otimizar o seu e-commerce.

 

Exemplos De Uso Medio De Tiquetes2

Exemplos de uso médio de tíquetes

Empresas de varejo como a Home Depot, por exemplo, relatam métricas de tamanho médio do tíquete trimestralmente.

No quarto trimestre de 2017, o tíquete médio do cliente da empresa era de US $ 64.

Para todo o ano fiscal de 2017, a empresa relatou vendas médias de tíquetes de clientes de $ 63,06.

As empresas de cartão de crédito seguem o tíquete médio ao analisar as transações com cartão de crédito por cliente.

O tíquete médio de uma operadora de cartão de crédito se refere ao valor médio cobrado no crédito por um cliente.

Por exemplo, a American Express relata um dos níveis médios de tíquete mais altos do setor de cartão de crédito. Em 2017, a empresa relatou gastos médios anuais dos membros do cartão básico por clientes em todo o mundo de $ 18.519.

A taxa média por cartão também é outra métrica seguida de perto pelas empresas de cartão de crédito. Em 2017, a American Express relatou uma taxa média por cartão de $ 49.

Os corretores / revendedores calculam o tamanho médio do tíquete ao analisar os dados comerciais por cliente.

Os corretores / revendedores geralmente seguem o tamanho médio do tíquete por cliente diariamente, relatando as negociações médias em valores em dólares por dia.

A receita para negociações individuais pode variar entre produtos na corretora / negociante, com negociações na Charles Schwab variando de $ 8,95 a $ 4,95 para produtos de negociação padrão e $ 0,75 a $ 0,65 para opções.

Em 2017, a Charles Schwab relatou que sua receita média diária por negociação foi calculada em US $ 8,20.

Geralmente, os corretores / revendedores operam apenas em dias úteis, o que lhes dá menos dias ativos para calcular transações e receitas do que outros negócios de varejo.

 

Comece com um bônus de negociação de $ 30

Negocie forex e CFDs em índices de ações, commodities, ações, metais e energias com um corretor licenciado e regulamentado.

Para todos os clientes que abrem sua primeira conta real, a XM oferece um bônus de negociação de $ 30 para testar os produtos e serviços da XM sem a necessidade de qualquer depósito inicial.

Saiba mais sobre como você pode negociar mais de 1000 instrumentos nas plataformas XM MT4 e MT5 de seu PC e Mac ou de uma variedade de dispositivos móveis.

 

Compreendendo os preços médios

Em matemática básica, um preço médio é uma medida representativa de uma faixa de preços que é calculada tomando a soma dos valores e dividindo-a pelo número de preços sendo examinados.

O preço médio reduz a faixa em um único valor, que pode então ser comparado a qualquer ponto para determinar se o valor é maior ou menor do que o esperado.

Em situações em que há uma faixa de preços, pode ser útil calcular o preço médio para simplificar uma faixa de números em um único valor.

Por exemplo, se durante um período de quatro meses você ganhou $ 104, $ 105, $ 110 e $ 115 com seus investimentos, o retorno médio do seu portfólio será ($ 104 + $ 105 + $ 110 + $ 115) / 4 = $ 108,50.

O preço médio de um título é calculado somando seu valor de face ao preço pago por ele e dividindo a soma por dois.

O preço médio às vezes é usado para determinar o rendimento até o vencimento (YTM) de um título, em que o preço médio substitui o preço de compra no cálculo do YTM.

 

Conclusão

Corretores e distribuidores também usam esse modelo para determinar os lucros gerados por transações executadas em nome de clientes.

Isso é feito somando-se as transações do ano civil e, em seguida, dividindo-se o total por doze, considerando as taxas cobradas pela execução dos pedidos.

O resultado final é um ticket médio de retorno do mês que pode ser decomposto para identificar o ticket médio de cada transação realizada para um investidor.

Informações desse tipo dão à empresa uma boa ideia do valor do lucro médio gerado em cada transação, bem como do lucro realizado mensalmente.

Gostou do artigo? Deixe seu feedback!

Leia também – 15 Estratégias de como aumentar Trafego no Site

Leia mais – Melhores Plugins SEO para WordPress e Ferramentas de SEO

Deixe uma resposta