Top 8 Melhores Óleos Essenciais em 2021 Melhores Marcas

Melhores Oleos Essenciais
Tempo de leitura estimado: 6 minutos

Última atualização em 27/10/2021

Confira os Top 10 Melhores Óleos Essenciais em 2021, você sabe o que é um óleo essencial? O óleo essencial é o que há de mais nobre em uma planta, ali há propriedades ricas que proporcionam inúmeros benefícios além de proteger diversos tipos de patologias e pragas.

Há muitos anos a humanidade extrai diversos elementos da natureza, mais especificamente das plantas, para serem usados em medicamentos e terapias dentre outras funções.

Oleo2

Os óleos essenciais podem proporcionar bem-estar físico, emocional e mental, há atualmente inúmeros tipos de óleos essenciais. Talvez você esteja se perguntando: qual é o melhor óleo essencial que devo utilizar? Neste artigo você ficará sabendo de tudo sobre os óleos essenciais, acompanhe atentamente, pois assim saberá escolher perfeitamente!

8 Melhores óleos essenciais

Essas são os melhores óleos essenciais:

Melhores marcas de óleos essenciais

Essas são as melhores marcas de óleos essenciais:

  • Via aroma
  • Matelix
  • By Samia
  • Regina Bijoux
  • Loja VA

O Que os Óleos Essenciais São?

Basicamente os óleos essenciais são líquidos gerados pela extração dos componentes puros de diversas plantas. As flores, ervas e raízes são destiladas por meio de vaporização ou pelo processo de prensa a frio para extração de um líquido concentrado rico em muitas propriedades benéficas.

 

Relacionado:  Top 10 Melhores Suportes de Mesa para Celular em 2021

Somente pode ser chamado de óleo essencial aquele produto que é obtido de uma fonte vegetal, sem nenhum acréscimo de qualquer substância, conservante ou componente sintético. A utilização de óleos extraídos de plantas para fins terapêuticos e medicinais, está em plena ascensão, porém esta prática já é bastante antiga e utilizada pelo homem.

 

Quais os Benefícios dos Óleos Essenciais?

A medicina alternativa reconhece os benefícios e as propriedades terapêuticas presentes nos óleos essenciais. Esses produtos proporcionam bem-estar e melhoram a qualidade de vida das pessoas. São utilizados em tratamentos de pessoas com desequilíbrios físicos, mentais e emocionais, eles ajudam a relaxar e estabilizar esses fatores importantes. 

Não diferente da medicina alternativa, a medicina tradicional também reconhece as propriedades terapêuticas dos óleos essenciais extraídos das plantas. Há diversas pesquisas que exploram as propriedades vegetais presentes nas plantas, essas propriedades são cientificamente comprovadas, o que fortalece o uso dos óleos essenciais.

Oleo

É importante mencionar que é fundamental não exagerar na dose. Como todo componente medicinal e terapêutico, a diferença entre trazer benefício e malefício está na dosagem. Pelo fato do óleo essencial ser extremamente concentrado, não é preciso usar uma quantidade elevada para usufruir dos seus benefícios, pois algumas gotas já geram grandes benefícios.

Como Escolher o Óleo Essencial Ideal?

O primeiro ponto é saber qual será a finalidade do óleo essencial, pense em como e com o que você deseja usá-lo, observe também se o nome científico da planta consta no rótulo e se ele é realmente puro. Escolha o aroma que mais te agrada e esteja atento aos efeitos para não ter surpresas

Prefira óleos que contenham certificação, se você achar e puder, adquira um óleo com cultivo orgânico, porém esteja ciente de que provavelmente será um pouco mais caro, mas os benefícios valem o investimento.

Confira se é de Uso Tópico ou Somente Aromaterapia

A aromaterapia é uma das maiores utilidades dos óleos essenciais. Poucas gotas são despejadas em difusores tradicionais, difusores elétricos ou a vela, isso faz com que o aroma seja inalado por algumas horas e horas durante o dia. A título de exemplo e curiosidade, o óleo essencial de alecrim atua como um poderoso estimulante mental.

 

Já o uso tópico é a praticidade e rapidez para obter os benefícios que os óleos essenciais oferecem. Eles podem ser aplicados tanto em áreas específicas do corpo, como para hidratar o rosto, tratar o cabelo ou auxiliar e diminuir o atrito em massagens. Um óleo muito utilizado para massagens é o de lavanda, ele  ajuda a relaxar além de ter um cheiro ótimo..

 

Para fazer somente uso tópico, é importante observar se o óleo pode ser usado para esta finalidade. Outro fator a ter atenção é que não é recomendado aplicar o óleo essencial puro e diretamente na pele ou cabelo. Sua altíssima concentração pode causar irritações na pele, o ideal é  diluir em um creme hidrante ou em algum óleo base para um uso equilibrado.

 

Relacionado:  Qual a Melhor Máquina de Lavar Roupa de 2021 (13 Melhores)

Verifique se o Nome Científico da Planta Consta no Frasco

Este é um padrão de confiabilidade usado no mundo todo: a demonstração do nome científico da planta na embalagem. Isso é o que diferencia o óleo essencial de produtos com aromas sintéticos, semelhantes ao natural presentes em cosméticos e em perfumes.

Se o nome científico da planta constar na embalagem, você vai saber com exatidão qual é a planta que foi usada no processo e se é realmente puro. Desse modo, você pode identificar os componentes que é melhor evitar. Quem tem hipertensão, por exemplo, por mais que aprecie o aroma, não deve usar o óleo essencial de alecrim.

Opte por Óleos Essenciais 100% Puros

Existem hoje no mercado óleos que são misturados com outros compostos naturais gerados a partir de óleos concentrados. Prefira produtos 100% puros, sem qualquer tipo de mistura. Na parte de ingredientes da embalagem, verifique se consta somente o óleo essencial.

Quando você adquire um óleo essencial puro você pode usufruir de todos os benefícios que aquela planta pode te oferecer. Se você optar por misturas, saiba que algumas pessoas podem eventualmente apresentar alergias a alguns componentes presentes no óleo, o que pode ser muito prejudicial.

Escolha o Aroma que te Agrade

Há diversas categorias aromáticas de óleos essenciais, escolha uma opção de aroma que seja agradável ao seu olfato e não gere incômodo. As principais e mais comuns categorias dos óleos essenciais são: os amadeirados, como cravo, cedro e patchouli; os herbais: como o alecrim; óleos cítricos: feitos de laranja, limão e bergamota; florais: comumente feitos de rosas e lavanda, dentre outras flores; os canforados: como o eucalipto etc.

 

Para fazer combinações entre alguns óleos, é fundamental entender a combinação entre os aromas e as propriedades. Misture substâncias que complementam as propriedades como um óleo analgésico e um relaxante, por exemplo. No geral, óleos florais combinam uns com os outros, assim como os amadeirados combinam com os cítricos.

Antes de Comprar, veja os Efeitos das Substâncias

Quem usa óleo essencial, seja para aromaterapia ou uso tópico, os efeitos podem ser sentidos rapidamente. Então, é importante verificar quais são os efeitos esperados para ter uma expectativa certa sobre o óleo essencial, e também para evitar situações desagradáveis e reversas.

 

Se você vai usar um óleo antes de dormir, não faz sentido usar um que seja estimulante. Do mesmo modo que antes de fazer uma atividade que exige atenção não se deve usar nada que tenha efeito calmante e relaxante. Há, inclusive, óleos que estimulam o funcionamento do sistema digestivo, então já sabe: nesse caso, tenha um banheiro por perto. 

Prefira Óleos Essenciais com Certificação

Óleos que têm certificações geram maior confiabilidade na qualidade do produto. Nas etapas do processo de certificação é testada a composição, os ingredientes naturais e até a linha de produção da marca.

 

Relacionado:  Top 14 Melhores Roteadores para Comprar em 2021

Há empresas multinacionais que desenvolveram suas próprias certificações que garantem a pureza de seus óleos. Esses óleos certificados são avaliados minuciosamente, então você tem maior confiança sobre a qualidade do que está adquirindo.

Óleo Essencial Orgânico

Embora não sejam muito comuns, alguns óleos essenciais são obtidos a partir de plantas cultivadas de modo orgânico, isto é, totalmente livre de agrotóxicos e substâncias sintéticas. Para os mais criteriosos com a saúde, evitar contaminantes e componentes químicos é fundamental.

Óleos de laranja, eucalipto, limão e citronela são alguns dos exemplos mais vistos. É mais fácil encontrar opções orgânicas de plantas cultivadas no Brasil, pois o produtor tem maior controle sobre esses ingredientes usados no óleo essencial do que uma planta que vem de fora por meio de importação.

Como Usar o Óleo Essencial?

Na aromaterapia pode-se pingar algumas gotas do óleo essencial em um algodão e inserir no difusor. Para quem usa difusor a vela ou elétrico, basta misturar algumas gotas com água, deixar esquentar e então desfrutar do vapor aromático gerado.

094832

Como já mencionado, para o uso tópico é fundamental diluir o óleo essencial em uma base, seja um creme hidrante ou mesmo um óleo neutro como o de girassol, oliva, coco, rosa etc. A escala mais recomendada e usada é de 1 para 10, devido à altíssima concentração do óleo essencial.

Consulte um aromaterapeuta, dermatologista ou algum outro profissional de saúde para saber a proporção certa e as contraindicações. É importante salientar que existem algumas restrições de uso antes de tomar sol, para grávidas, bebês, e quem tem problemas crônicos como pressão alta e epilepsia.

Conclusão

Sim! Agora você já sabe bastante sobre os óleos essenciais e como fazer sua escolha de maneira adequada a sua finalidade. Tanto se for usar na aromaterapia ou uso tópico, verifique sempre os aspectos como aroma, pureza e efeitos gerados pelo elemento mais rico que uma planta pode gerar.

Compartilhe este artigo com quem você sabe que se interessa por esse tipo de assunto. Muitas pessoas não sabem dos benefícios do uso dos óleos essenciais ou acabam usando-os de maneira equivocada, ajude essas pessoas compartilhando esse rico conteúdo!

5/5 - (9 votes)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo protegido