Espero que você goste desse artigo. Se você quer que nosso time faça o seu marketing, clique aqui.

Como fazer sangria de caixa?

Tempo de leitura estimado: 2 minutos

Última atualização em 11/06/2022

Caso esteja realizando frequentemente sangria de caixa, isso é sinal de que sua empresa esteja faturando muito bem. Oras, a sangria de caixa significa retirar valores que estão entrando, com o intuito de protegê-los de perdas e furtos.

Esse mecanismo faz com que você mantenha o caixa sempre em ordem, com a quantidade necessária para troco em dias de vendas.

Aqui, vamos explicar exatamente como funciona o sangria de caixa e quando é necessário realizá-la.

O que é sangria de caixa?

Sangria de Caixa: o que é e como fazer? | Cobre Fácil

Como mencionado, a sangria de caixa é quando você retira o valor do caixa, ou seja, está ligado diretamente ao fechamento do caixa. Pois, você retira um valor que não era previsto, tampouco programado.

Neste caso, como você pode notar em supermercados, por exemplo, o fechamento ocorre quando é necessário contabilizar o fluxo de caixa. Ou seja, quanto está entrando e saindo, para assim, ser possível contabilizar lucro e prejuízo. Por isso, quanto mais for demorado o fechamento, maior será a dificuldade para identificar as diferenças nos valores.

Assim, quando houver troca de funcionário, é necessário realizar essa contabilidade e também a cada fim de expediente, deixando apenas o suficiente para o troco do dia.

Leia também: Como abrir um CNPJ

Como fazer a sangria de caixa?

No momento de realizar a contabilidade, é necessário que todo o dinheiro seja retirado para contagem somente quando o caixa for encerrado. No entanto, em alguns casos, a retirada ocorre antes, e claro, agora você já sabe que isso se chama sangria.

Sempre que essa operação ocorrer, é preciso registrá-la: seja no próprio sistema tecnológico da empresa ou em algum bloco de anotações. Você deve registrar tanto o valor que rodou no caixa quanto está sendo retirado, pois assim ajuda a eliminar os erros na contagem.

Relacionado:  O que é um budget?

Leia também: Consulta CNAE Tabela Completa | Códigos | Simples Nacional

Quando fazer a sangria de caixa?

Quando a sangria é feita antes do previsto, pode decorrer por diversos motivos. Atualmente, o uso de cartão de crédito e débito se tornou constante. Mas, é comum que pessoas também usem dinheiro na hora de pagar a compra.

Nesse sentido, pode tornar um acúmulo de dinheiro no caso, sendo necessário retirá-lo brevemente antes do fechamento do seu estabelecimento.

Sempre que ocorrer isso, é necessário levar o dinheiro para um local seguro e que haja um pessoa responsável para a retirada, pois ela deve se lembrar de fazer o registro do valor e mencionar seu nome.

Isso é importante no momento do fechamento do caixa e, caso haja alguma informação diferente, é mais fácil de encontrar o erro.

Lembre-se de que os valores das sangrias sempre devem ser consideradas como entrada, nunca como saída. É comum que algumas pessoas acabem esquecendo de considerar as sangrias feitas no dia, o que pode indicar que tem dinheiro faltando.

Portanto, os benefícios da sangria de caixa servem para evitar erros na contabilidade e gerar mais segurança, tanto para a empresa, quanto para o funcionário, pois com menos cédulas no caixa, menores as chances de furtos e erros.

Avalie este artigo post

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido